sábado, 8 de abril de 2017

Por que ir a Igreja?

POR QUE IR À IGREJA? POR QUE CONGREGAR?
"Posso adorar a Deus em casa, ler a Bíblia no celular, orar a qualquer hora e receber milagres, ouvir pregações no YouTube ou na TV, ler estudos bíblicos na internet, ajudar pessoas em qualquer lugar, ter amizades em vários ambientes que frequento, e falar de Jesus a qualquer pessoa que encontrar pelo caminho."

Já ouvi afirmações similares a essa de várias pessoas que conheci. É um argumento usado para não se envolverem numa igreja local. Infelizmente esse argumento acima resume o pensamento individualista de nossa época.

Jesus nos mandou reunir-se como igreja por vários motivos!

PRECISAMOS RECEBER DE OUTROS CRISTÃOS:
- precisamos aprender as doutrinas bíblicas e tirar nossas dúvidas;
- precisamos de pessoas próximas que nos encorajem e orem por nós (especialmente um discipulador);
- precisamos de um ombro amigo na hora da dificuldade;
- precisamos aprender como tomar posse das promessas bíblicas (instrução e apoio);
- precisamos de ajuda para sermos libertos e curados de nossas mazelas;
- precisamos de amigos cristãos que nos estimulem às boas obras (inclusive ação social e evangelismo, pois a maioria não faz isso sem incentivo);
- precisamos de ensino e estímulo para conduzir nosso casamento, filhos e finanças à maneira de Deus;
- precisamos de um pastor e líderes que nos preguem o que precisamos ouvir (e não apenas o que escolhemos ouvir no youtube);
- precisamos orar e adorar junto com outros cristãos para receber dádivas que o Espírito Santo ministra apenas na Unidade;

PRECISAMOS DAR UM POUCO DO QUE RECEBEMOS:
- precisamos edificar outros cristãos com nossos dons, experiência e conhecimentos bíblicos;
- precisamos orar e ajudar os fracos na fé;
- o novo convertido precisa ser ensinado a orar, adorar, ler a Bíblia, etc;
- precisamos envolver os novos convertidos num ambiente com amizades saudáveis (ou seja, pessoas com valores morais sólidos);
- precisamos aprender a amar as pessoas de forma incondicional como Cristo amou;
- precisamos crescer e nos tornarmos pais e mães espirituais (fazer discípulos);
- precisamos cumprir o chamado que Deus nos deu (esse chamado é pessoal, mas sempre acontece com o engajamento de outros cristãos);

Quem escolhe não congregar numa igreja está automaticamente escolhendo enterrar o chamado (ministério) que Deus lhe confiou. É preciso que cada cristão abandone a mentalidade de ir a igreja apenas para "RECEBER" e assuma seu chamado para "DAR" (servir).

Você é chamado a AMAR. 
E não existe amor sem renúncia e abnegação em prol de outras pessoas!

Atos 20:35 Em tudo o que fiz, mostrei-lhes que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: ‘Há maior felicidade em dar do que em receber’.

Pr Cleber.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Anticristo será um Líder Muçulmano

O ANTICRISTO SERÁ UM LÍDER MUÇULMANO!
É apenas uma tese, mas bate com diversas profecias bíblicas.
(Esse vídeo comenta sobre algumas profecias: https://www.youtube.com/watch?v=WBpYRXw4RmI)

Veja:
- O Islã odeia os cristãos e Israel;
- O Islã deseja dominar o mundo;
- A mídia insiste que o Islã é uma religião de paz;
- O Islã é a religião que mais cresce no mundo e tem dominado várias nações implantando a Sharia;
- Etc.

E o mais curioso: o Islã aguarda a volta do 'profeta' Jesus e a vinda do Califa (um governante mundial que chamam Mahdi, o 12º Imã) - no Apocalipse esses dois personagens são descritos como o Falso Profeta e o Anticristo!! Creio que virá um profeta poderoso fingindo ser Jesus, e dessa forma unirá muçulmanos e muitos cristãos nominais numa religião mundial.

Vejo que a esquerda ocidental (que também é regida pelo espírito do anticristo e odeia o cristianismo) colocou uma camisa de força no Ocidente com seu multiculturalismo politicamente correto. É inacreditável ver tantos líderes europeus e a mídia defendendo o Islã como pacífico e fazendo "vista grossa" para práticas islâmicas em seu território, como por exemplo, as zonas governadas pela Sharia. Veja exemplos aqui:

A Esquerda e o Islam

A ESQUERDA E O ISLÃ

Mesmo grande parte do Islã sendo radical, matando gays e desprezando o direito das mulheres a esquerda mundial prefere apoiá-lo (sutilmente) porque ambos odeiam Israel, os EUA e combatem o cristianismo. (Para entender a base ideológica que levou a esquerda a atacar o Cristianismo leia sobre Antônio Gramsc e Saul Alinsky).

Mesmo com milhares de cristãos sendo mortos por islâmicos a esquerda prefere falar em islamofobia. Graças ao Marxismo Cultural (e o politicamente correto) a mídia ocidental segue essa mesma linha.


Após os atentados terroristas-jihadistas a mídia fala mais da Islamofobia do que em como combater o terrorismo! Já houve casos até onde culparam os cristãos pelo atentados praticados por muçulmanos!!

Veja o tratamento dado ao Islã pela esquerda:

- EUA: Prefeito de Nova York estabelece feriados escolares islâmicos

Nos EUA uma Capela Universitária é entregue ao controle islâmico:

- CANADÁ: orações islâmicas foram introduzidas em escolas públicas na capital Ottawa, em Toronto e outras cidades de Ontário. Já a oração cristã foi removida.

- INGLATERRA: escola cristã é fechada por não promover o islamismo

- EUROPA: governantes fazem vista grossa para os bairros islâmicos governados pela Sharia. Há dezenas de zonas “no-go” dentro de grandes cidades em que a força policial não ousa se intrometer.  A Lei Sharia prevalece lá, porque a comunidade muçulmana naquelas áreas se recusa a reconhecer a lei do país.

Inglaterra, Suécia, Alemanha, França, Itália, Países Baixos - em cada país europeu com uma população muçulmana de imigrantes, a história é a mesma: supremacistas islâmicos se recusam a se assimilar dentro do caldeirão cultural do Ocidente. Em vez disso, eles estabelecem um ponto de apoio em um bairro, e depois, por meio de intimidação ou violência pura e simples, empurram para fora os infiéis cujos valores seculares não são mais aceitáveis. Mesmo os serviços públicos, como a polícia, bombeiros e ambulâncias, são muitas vezes expulsos de bairros em baixo de pedras, garrafas ou balas. Falta a vontade política e cultural para afirmar o controle em áreas que, em alguns casos, se tornaram zonas de guerra urbana. As autoridades simplesmente se retiraram e as abandonaram.

Na Grã-Bretanha, onde já existem 85 tribunais da Sharia em operação, um grupo islâmico chamado “Muçulmanos contra as Cruzadas” lançou uma ambiciosa campanha para transformar 12 cidades britânicas em estados independentes islâmicos, incluindo Birmingham, Leeds, Liverpool, Manchester, e, o que o grupo chama de "Londonistão." No bairro do Tower Hamlets, na zona leste de Londres – ou como os muçulmanos a chamam, "a República islâmica do Tower Hamlets" - imãs conhecidos como  os "talibãs de Tower Hamlets" ameaçam com morte mulheres sem véu, e os gays são atacados por gangues de jovens muçulmanos. O bairro tem sido inundado de folhetos anunciando: "Você está entrando em uma zona controlada pela Sharia. Regras islâmicas são aplicadas." Foi no leste de Londres, lembre-se, que o islamita Abu Izzadeen desafiou o ex-secretário do Interior, John Reid, dizendo:" Como você se atreve a vir para uma área muçulmana?”

A França tem 751 “zonas urbanas sensíveis,” onde vivem 5 milhões de muçulmanos ... O governo holandês divulgou uma lista das 40 “zonas proibidas” na Holanda. Em Bruxelas, na Bélgica, que é 20% muçulmana, os carros de polícia andam em dupla, de modo a um proteger o outro ... Na Suécia, grandes pedaços da  cidade de Malmö, que tem 25% de muçulmanos, é composta por “zonas proibidas” ... Na Itália, muçulmanos ameaçam queimar a Catedral de    São Petrônio de Bolonha por ter um afresco com Maomé sob tormento no inferno.
http://www.livreimprensa.com.br/uma-visao-germanica-sobre-o-isla-que-vale-a-pena-ler/

Já a Alemanha, governada pela direita, tem combatido isso em seu território (http://www.forte.jor.br/2014/09/08/grupo-quer-lei-islamica-em-cidade-alema/). Porém a primeira-ministra Angela Merkel tomou a decisão de receber milhares de refugiados na Alemanha o que trouxe sérias consequências para a Alemanha e acelerou o processo de islamização da Europa.

Confira ainda: Submissão - o avanço islâmico em uma Europa decadente:

VEJA MAIS EXEMPLOS DA ISLAMIZAÇÃO AQUI:


Oremos!! O espírito do anticristo está avançando no mundo (principalmente através da esquerda e do Islã) e preparando o terreno para a criação da nova ordem mundial.