Não fui reformado! Fui transformado por Deus!


Não fui reformado! Fui transformado por Deus! (Rom:12:2)

Veja na Bíblia os 5 PONTOS DO ARMINIANISMO. E veja aqui mais itens sobre Arminianismo.

Nesse blog não fazemos proselitismo. Esse é um blog pentecostal voltado para pentecostais. E surgiu justamente porque vi muitos pentecostais sendo ingenuamente atraídos por blogs reformados que atacam o pentecostalismo. Amo e respeito meus irmãos reformados. E minha visão é que devemos unir forças para evangelizar o mundo ao invés de ficar digladiando entre nós. Discordo da teologia reformada e do calvinismo, mas sem desrespeitar meus irmãos reformados. Temos muito em comum.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Anticristo será um Líder Muçulmano

O ANTICRISTO SERÁ UM LÍDER MUÇULMANO!
É apenas uma tese, mas bate com diversas profecias bíblicas.
(Esse vídeo comenta sobre algumas profecias: https://www.youtube.com/watch?v=WBpYRXw4RmI)

Veja:
- O Islã odeia os cristãos e Israel;
- O Islã deseja dominar o mundo;
- A mídia insiste que o Islã é uma religião de paz;
- O Islã é a religião que mais cresce no mundo e tem dominado várias nações implantando a Sharia;
- Etc.

E o mais curioso: o Islã aguarda a volta do 'profeta' Jesus e a vinda do Califa (um governante mundial que chamam Mahdi, o 12º Imã) - no Apocalipse esses dois personagens são descritos como o Falso Profeta e o Anticristo!! Creio que virá um profeta poderoso fingindo ser Jesus, e dessa forma unirá muçulmanos e muitos cristãos nominais numa religião mundial.

Vejo que a esquerda ocidental (que também é regida pelo espírito do anticristo e odeia o cristianismo) colocou uma camisa de força no Ocidente com seu multiculturalismo politicamente correto. É inacreditável ver tantos líderes europeus e a mídia defendendo o Islã como pacífico e fazendo "vista grossa" para práticas islâmicas em seu território, como por exemplo, as zonas governadas pela Sharia. Veja exemplos aqui:

A Esquerda e o Islam

A ESQUERDA E O ISLÃ

Mesmo grande parte do Islã sendo radical, matando gays e desprezando o direito das mulheres a esquerda mundial prefere apoiá-lo (sutilmente) porque ambos odeiam Israel, os EUA e combatem o cristianismo. (Para entender a base ideológica que levou a esquerda a atacar o Cristianismo leia sobre Antônio Gramsc e Saul Alinsky).

Mesmo com milhares de cristãos sendo mortos por islâmicos a esquerda prefere falar em islamofobia. Graças ao Marxismo Cultural (e o politicamente correto) a mídia ocidental segue essa mesma linha.


Após os atentados terroristas-jihadistas a mídia fala mais da Islamofobia do que em como combater o terrorismo! Já houve casos até onde culparam os cristãos pelo atentados praticados por muçulmanos!!

Veja o tratamento dado ao Islã pela esquerda:

- EUA: Prefeito de Nova York estabelece feriados escolares islâmicos

Nos EUA uma Capela Universitária é entregue ao controle islâmico:

- CANADÁ: orações islâmicas foram introduzidas em escolas públicas na capital Ottawa, em Toronto e outras cidades de Ontário. Já a oração cristã foi removida.

- INGLATERRA: escola cristã é fechada por não promover o islamismo

- EUROPA: governantes fazem vista grossa para os bairros islâmicos governados pela Sharia. Há dezenas de zonas “no-go” dentro de grandes cidades em que a força policial não ousa se intrometer.  A Lei Sharia prevalece lá, porque a comunidade muçulmana naquelas áreas se recusa a reconhecer a lei do país.

Inglaterra, Suécia, Alemanha, França, Itália, Países Baixos - em cada país europeu com uma população muçulmana de imigrantes, a história é a mesma: supremacistas islâmicos se recusam a se assimilar dentro do caldeirão cultural do Ocidente. Em vez disso, eles estabelecem um ponto de apoio em um bairro, e depois, por meio de intimidação ou violência pura e simples, empurram para fora os infiéis cujos valores seculares não são mais aceitáveis. Mesmo os serviços públicos, como a polícia, bombeiros e ambulâncias, são muitas vezes expulsos de bairros em baixo de pedras, garrafas ou balas. Falta a vontade política e cultural para afirmar o controle em áreas que, em alguns casos, se tornaram zonas de guerra urbana. As autoridades simplesmente se retiraram e as abandonaram.

Na Grã-Bretanha, onde já existem 85 tribunais da Sharia em operação, um grupo islâmico chamado “Muçulmanos contra as Cruzadas” lançou uma ambiciosa campanha para transformar 12 cidades britânicas em estados independentes islâmicos, incluindo Birmingham, Leeds, Liverpool, Manchester, e, o que o grupo chama de "Londonistão." No bairro do Tower Hamlets, na zona leste de Londres – ou como os muçulmanos a chamam, "a República islâmica do Tower Hamlets" - imãs conhecidos como  os "talibãs de Tower Hamlets" ameaçam com morte mulheres sem véu, e os gays são atacados por gangues de jovens muçulmanos. O bairro tem sido inundado de folhetos anunciando: "Você está entrando em uma zona controlada pela Sharia. Regras islâmicas são aplicadas." Foi no leste de Londres, lembre-se, que o islamita Abu Izzadeen desafiou o ex-secretário do Interior, John Reid, dizendo:" Como você se atreve a vir para uma área muçulmana?”

A França tem 751 “zonas urbanas sensíveis,” onde vivem 5 milhões de muçulmanos ... O governo holandês divulgou uma lista das 40 “zonas proibidas” na Holanda. Em Bruxelas, na Bélgica, que é 20% muçulmana, os carros de polícia andam em dupla, de modo a um proteger o outro ... Na Suécia, grandes pedaços da  cidade de Malmö, que tem 25% de muçulmanos, é composta por “zonas proibidas” ... Na Itália, muçulmanos ameaçam queimar a Catedral de    São Petrônio de Bolonha por ter um afresco com Maomé sob tormento no inferno.
http://www.livreimprensa.com.br/uma-visao-germanica-sobre-o-isla-que-vale-a-pena-ler/

Já a Alemanha, governada pela direita, tem combatido isso em seu território (http://www.forte.jor.br/2014/09/08/grupo-quer-lei-islamica-em-cidade-alema/). Porém a primeira-ministra Angela Merkel tomou a decisão de receber milhares de refugiados na Alemanha o que trouxe sérias consequências para a Alemanha e acelerou o processo de islamização da Europa.

Confira ainda: Submissão - o avanço islâmico em uma Europa decadente:

VEJA MAIS EXEMPLOS DA ISLAMIZAÇÃO AQUI:


Oremos!! O espírito do anticristo está avançando no mundo (principalmente através da esquerda e do Islã) e preparando o terreno para a criação da nova ordem mundial.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Legítima Defesa

LEGÍTIMA DEFESA
Como cristão posso me defender?
Como cristão posso defender minha família ou pessoas em perigo?

Não só posso, como devo!! Muitos cristãos acham que não podem se defender porque fazem uma má interpretação do Sermão do Monte. Por isso vale comentar os versículos abaixo.

Mat 5:9 Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.
> Muita gente confunde ser pacificador com ser pacifista. São coisas bem diferentes! Pacifistas pensam que o uso da força sempre é ruim. Já a Bíblia ensina que o Estado detém a espada (polícia / exército) para proteger as pessoas (Rom 13). E ensina que uma mulher em risco de estupro deve ser defendida (Dt 22.27).

Mat 5:38 "Vocês ouviram o que foi dito: ‘Olho por olho e dente por dente’.
Mat 5:39 Mas eu lhes digo: Não resistam ao perverso. Se alguém o ferir na face direita, ofereça-lhe também a outra.
> O texto acima refere-se a um tapa na cara que é uma forma conhecida de humilhação. Alguns observam que o texto fala da “face direita” o que sugere alguém que está batendo com o dorso da mão para humilhar. Seja com o dorso ou com a palma da mão é um ato de humilhação. Um tapa de humilhação é bem diferente de uma agressão contra a integridade física (ninguém precisa ficar passivo diante de uma agressão, coerção física ou abuso sexual).

Ofereça a outra face quando for humilhado! 
Defenda-se quando sua integridade física estiver ameaçada! [pelo menos nos casos em que for possível reagir]

Um cristão jamais deve agredir ou vingar-se (pois é um pacificador), mas ele pode defender-se e proteger aqueles que estão ameaçados (pois é um pacificador).

Para aprender mais sobre legítima defesa assista esse vídeo esclarecedor.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Temperamentos

TEMPERAMENTOS

A Bíblia ensina que todos somos pecadores (propensos a pecar) e que nossa carne (natureza humana) é egoísta. Também ensina que todos temos fraquezas, e como se sabe, essas fraquezas variam de pessoa para pessoa conforme a personalidade de cada um.

Heb 4:14 Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda a firmeza à fé que professamos,
Heb 4:15 pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das NOSSAS FRAQUEZAS, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado.
Heb 4:16 Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade.

Por isso conhecer um pouco nosso temperamento ajuda a entender as áreas em que somos mais vulneráveis e que precisam de maior atenção.


Definições
§Personalidade é o conjunto das características marcantes de uma pessoa (padrões de pensar, sentir e agir). É COMO EU SOU.
§Temperamento  é o conjunto das tendências de cada natureza; disposições comportamentais;  já nasce conosco;
§Caráter ou Índole é a soma de nossos hábitos, virtudes e vícios; é o nosso temperamento trabalhado pela formação; soma dos traços morais da personalidade; [Caráter em Cristo = Temperamento Transformado = o fruto do Espírito – Gal 5.22]

§Identidade é o que define quem somos de forma única e exclusiva; é o conjunto de características psicológicas (personalidade, gostos, talentos naturais, habilidades aprendidas), físicas, culturais (costumes), intelectuais (ideias e opiniões), espirituais, etc. É QUEM EU SOU. [Para o cristão uma característica é ser filho de Deus-Jo1.12]


Os 4 Temperamentos

O temperamento de cada pessoa é uma combinação desses 4 temperamentos. Cada pessoa tem um temperamento predominante e um pouco dos outros três.

Na Bíblia encontramos líderes com cada temperamento predominante:
ØPedro,  Sansão e Elias eram sanguíneos;
ØPaulo,  Josué e Neemias eram coléricos;
ØMoisés,  José (Egito),  Salomão,  Jeremias,  Jonas e João eram melancólicos;
ØAbraão,  Samuel,  Davi,  Daniel,  Marcos,  Tomé e Tiago eram fleumáticos;

Teste dos Temperamentos
Existem alguns testes que ajudam a descobrir seu temperamento.


Existem testes mais completos:

Mais informações:

Observação: dentro da psicologia existem outras formas de classificar os temperamentos. A classificação usada acima foi proposta por Hipócrates na Grécia Antiga.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Pecadinho e Pecadão

PECADINHO E PECADÃO
Há sim pecados mais graves que outros!!

Será que xingar alguém é tão grave quanto matar alguém?
Mat 5:21 "Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás’, e ‘quem matar estará sujeito a julgamento’.
Mat 5:22 Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá’, será levado ao tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco! ’, corre o risco de ir para o fogo do inferno.

Será que um pensamento lascivo tem a mesma gravidade que adulterar de fato?
Mat 5:27 "Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’.
Mat 5:28 Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.
Mat 5:29 Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno.
Mat 5:30 E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ir todo ele para o inferno".

Será que "brigar" com a esposa é tão grave quanto divorciar-se?
Mat 5:31 "Foi dito: ‘Aquele que se divorciar de sua mulher deverá dar-lhe certidão de divórcio’.
Mat 5:32 Mas eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, faz que ela se torne adúltera, e quem se casar com a mulher divorciada estará cometendo adultério".

O senso comum entende claramente que há pecados mais graves que outros.
Nosso sistema jurídico entende claramente que há crimes mais graves que outros.

Mas o que diz Jesus sobre isso?
Nos textos acima vemos que Jesus deixou claro que todo pecado (por menor que pareça) é suficiente para trazer condenação eterna. Mas em momento algum Jesus diz que todos os pecados têm a mesma gravidade.

Jesus estava combatendo a religiosidade dos fariseus que julgavam os pecados alheios, mas ignoravam seus próprios pecados e se achavam merecedores do céu. Eles tinham um entendimento errado, pois a salvação não é por mérito e sim pela graça.

No meio evangélico é muito usada a frase "Não existe pecadinho e pecadão". Essa frase pode ser interpretada de duas formas:
a)      Qualquer pecado (por menor que seja) é uma quebra da Lei Divina, é prejudicial e tem consequências.
b)      Não há diferença no tamanho (gravidade) dos pecados.

Muita gente acredita na opção (b) e cita esse verso: Tg:2:10: Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.

Mas o que esse texto diz é justamente a opção (a), ou seja, que ao cometer um só pecado (por menor que seja) já nos tornamos culpados de quebrar a Lei Divina. Diante da Lei de Deus somos todos pecadores!!

VEJA BEM: Há pecados mais graves que outros e que causam maiores consequências. Porém ao cometer o menor dos pecados já nos tornamos culpados de quebrar a Lei Divina e merecedores da morte eterna. (Somente a graça de Cristo pode nos tirar da perdição eterna!)
Ninguém deve se achar desculpável apenas porque seus pecados são menores que os de outros.

Para detalhar melhor a diferença entre a gravidade dos diferentes tipos de pecado vou citar as questões 150 a 152 do Catecismo Maior de Westminster.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
150. São todas as transgressões da lei de Deus igualmente odiosas em si mesmas à vista de Deus? 
Todas as transgressões da lei de Deus não são igualmente odiosas; mas alguns pecados em si mesmo, e em razão de diversas circunstâncias agravantes, são mais odiosos à vista de Deus do que outros.  Ed 9:14; Sl 78:17,32,56; Hb 2:2,3.

151. Quais são as circunstâncias agravantes que tornam alguns pecados mais odiosos do que outros? 
Alguns pecados se tornam mais agravantes:

1º  Em razão dos ofensores, se forem pessoas de idade mais madura, de maior experiência ou graça; se forem eminentes pela vida cristã, dons, posição, ofícios; se forem guias para outros e pessoas cujo exemplo será, provavelmente, seguido por outros. Jr 2:8; 5:4,5; I Rs 11:9; II Sm 12:7,9,14; Ez 8:11,12; Lc 12:47; Jo 3:10; I Co 5:1;  Tg 4:17; Rm 2:21,22,24; Gl 2:14; II Pe 2:2.

2º Em razão das pessoas ofendidas, se as ofensas forem diretamente contra Deus, seus atributos e culto, contra Cristo e sua graça; contra o Espírito Santo, seu testemunho e operações; contra superiores, pessoas eminentes e aqueles a quem estamos especialmente relacionados e a quem devemos favores; contra os santos, especialmente contra os irmãos fracos; contra as suas almas ou as de quaisquer outros, e contra o bem geral de todos ou de muitos. Nm 12:8;I Sm 2:25; Ml 1:14; Sl 41:9;55:12-14;Pv 30:17;Zc 2:8; Mt 12:31,32;21:38,39;23:34-38; Jo 3:18,36; At 5:4; Rm 2:4;14:13,15,21; I Co 8:11,12;10:21,22; Ef 4:30;I Ts 2:15,16; I Jo 5:10; Hb 6:4-6;10:29;12:25; Jd 8.

3º Pela natureza e qualidade da ofensa, se for contra a letra expressa da lei, se violar muitos mandamentos, se contiver em si  muitos pecados; se for concebida, não só no coração, mas manifestar-se em palavras e ações, escandalizar a outrem e não admitir reparo algum; se for contra os meios, misericórdias, juízos, luz da natureza, convicção da consciência, admoestação pública ou particular, censuras da igreja, punições civis; se for contra as nossas orações, propósitos, promessas, votos, pactos, obrigações a Deus ou aos homens; se for feita deliberada, voluntária, presunçosa, impudente, jactanciosa, maliciosa, frequente e obstinadamente, com displicência, persistência, reincidência, depois do arrependimento.
Nm14:22,23;15:20;Lv26:25;Dt32:6;Ed9:13,14;Is1:2,3;3:9;57:17;Jr5:13;6:15,16;9:3,5;31:32;42:5,6,20-22; Ez 17:18;20:12,13;35:5,6; Dn 5:22; Mq 2:1,2; Am 4:8-11; Sl 36:4;52:1;78:34,36,37; Pv 2:14,17;6:32,35;20:25;29:1;Zc 7:11,12;Mt 11:21-24;16:26;18:7,17;Jo 15:22;  Cl 3:5; I Tm 6:10;Tt 3:10; II Pe 2:20,21; Rm 1:20,21,31;2:23,24;13:1-5; III Jo 10; Hb 6:4,6.

4º Pelas circunstâncias de tempo e de lugar, se for no dia do Senhor ou em outros tempos de culto divino, imediatamente antes, depois destes ou de outros auxílios para prevenção ou remédio contra tais quedas; se em público ou em presença de outros que são capazes de ser provocados ou contaminados por essas transgressões. Is 3:9;22:12-14;58:3,4; II Rs 5:26; I Sm 2:22-24; Jr 7:9,10,11; Ez 23:38; II Cr 36:15,16; Ne 9:13-16; Pv 7:14,15; I Co 11:20,21.

152. O que cada pecado merece da parte de Deus? 
Todo pecado, até o menor, sendo contra a soberania, bondade e santidade de Deus, e contra a sua justa lei, merece a sua ira e maldição, nesta vida e na vindoura, e não pode ser expiado, senão pelo sangue de Cristo. Lv 11:45. Leia-se Dt 28:15-68. Dt 32:6; Pv 13:21; Ml 1:14; Hc 1:13; Mt 25:41; Rm 6:21,23; Tg 2:10,11; I Pe 1:15,1618,19; I Jo 1:7;3:4; Rm 7:12; Gl 3:10; Ef 5:6; Hb 9:22.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Reaja diante da perseguição!

DEVEMOS ACEITAR A PERSEGUIÇÃO??

É verdade que a Bíblia profetiza que o sistema mundano perseguirá os cristãos muitas vezes. Por outro lado a Bíblia não diz que devemos ficar de braços cruzados (indiferentes) ao sermos perseguidos.

Podemos reagir diante da perseguição! O que não podemos jamais é negar o nome de Jesus!!

Enquanto esquerdistas e muçulmanos ocupam lugares na ONU (e em outros órgãos) muitos cristãos lavam as mãos dizendo que "não devemos nos envolver com política", "devemos aceitar as coisas como são", "devemos respeitar o Estado Laico", etc.

Esquecem que até Jesus tinha apoiadores entre os nobres. Era apoiado por mulheres ricas (Lucas 8:3) e por líderes de destaque como Nicodemus (João 3) e José de Arimatéia (João 19.38).

Esquecem que Paulo certa vez precisou fugir para salvar sua vida (Atos 9.25). E mais tarde Paulo ensinou a orar pedindo paz em vez de perseguição.
1Tim 2:1 Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ação de graças por todos os homens;
1Tim 2:2 pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranqüila e pacífica, com toda a piedade e dignidade.
1Tim 2:3 Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador.

Os cristãos precisam acordar e defender os que são perseguidos!!

segunda-feira, 7 de março de 2016

Manifestações do Espírito Santo

MANIFESTAÇÕES DO ESPÍRITO

Hoje vemos muitos pentecostais influenciados por teólogos reformados criticando algumas manifestações do Espírito Santo e querendo decidir o que Deus pode ou não fazer.

A manifestação mais criticada costuma ser o Cair no Espírito. Sabemos que existem pregadores que manipulam pessoas e também pessoas que apenas fingem cair no Espírito. Mas não se pode desprezar aquilo que Deus pode fazer. Não se pode desprezar o verdadeiro por causa do falso.

Como pastor nunca estimulei alguém a cair no Espírito, mas já tive essa experiência e vi pessoas terem essa experiência.

Além disso, vale lembrar aos pentecostais que essas experiências eram comuns quando o avivamento começou na Rua Brownie e depois na Rua Azusa.

Não faz sentido criticar aquilo que Deus fez no Avivamento da Rua Azusa, que deu origem a todas as igrejas pentecostais.

https://www.youtube.com/watch?v=swfPrcsuWXo

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

O Islã e o Anticristo

ISLAMISMO E A ESCATOLOGIA CRISTÃ
Será que o crescimento do Islã tem algum sentido profético?

Especulo que o avanço do Islã no mundo possa preparar o governo do Anticristo no final dos tempos ajudando a formar a religião mundial e nova ordem mundial, haja visto que o Islã espera um Califa (governante mundial que chamam Mahdi, o 12º Imã) e também aguarda a vinda de Jesus (que na verdade seria um falso profeta se passando por Jesus).

Hoje a esquerda domina a cultura ocidental e o Islã domina boa parte do mundo e ambos tem o Cristianismo como inimigo comum.

Um falso profeta fingindo ser Jesus conseguiria seduzir uma grande parte dos cristãos nominais tornando o Islã uma religião mundial de mãos dadas com o Imã (governante mundial).

O Apocalipse fala sobre o Anticristo e o Falso Profeta trabalhando juntos:

Ap 16:13 Então vi saírem da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta três espíritos imundos semelhantes a rãs.
·         Dragão = diabo (Ap 20:2);
·         Besta = anticristo = um governante mundial;
·         Falso Profeta = um líder religioso mundial;

Observe que o falso profeta será um apoio ao governo da besta: Ap 19:20 Mas a besta foi presa, e com ela o falso profeta que havia realizado os sinais miraculosos em nome dela, com os quais ele havia enganado os que receberam a marca da besta e adoraram a imagem dela. Os dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre;

O crescimento numérico do Islã é impressionante. É a religião que mais cresce no mundo devido à alta natalidade entre os seguidores. (Veja: https://www.youtube.com/watch?v=CPSsjY-Yah0 / http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/islamismo-e-a-religiao-que-mais-deve-crescer-nas-proximas-decadas/)

Além disso, eles tem investido pesado na islamização do mundo e claramente querem impor a sharia em todas as nações. Mas o mais impressionante é o que já está acontecendo na Europa em termos de apoio ao avanço islâmico, haja visto ser o continente mais secularizado do planeta.

ISLAMIZAÇÃO DA EUROPA
Graças ao marxismo cultural, a Europa de hoje é primordialmente anticristã. Mas, apesar da Europa ser agressiva contra os princípios cristãos, ela tolera a cultura islâmica ortodoxa. Com isso, a Europa rejeita as suas próprias raízes, e destrói os seus próprios alicerces, sem os quais ela não tem como se defender contra um inimigo que não sofre crise de identidade, que é assertivo, que não é prejudicado por culpa cultural ou vive se questionando, e que não hesita em afirmar a sua superioridade religiosa.

O multiculturalismo pode algo bom. O que falta no multiculturalismo cego é: reciprocidade. É ótimo tolerar outras religiões ou outros costumes étnicos se as pessoas que seguem estas outras religiões e costumes também toleram aqueles dos países que os recebem.

Leia mais aqui:


quarta-feira, 18 de novembro de 2015

O Alcorão prega a Paz?

OS ENSINOS DO ISLÃ SÃO MESMO PACÍFICOS?
É verdade que há islâmicos moderados e islâmicos extremistas. Mas o que dizer da mensagem original do Islã? Para saber basta ler o Alcorão. Qualquer pessoa honesta e imparcial consegue ler o Corão e verificar que na sua essência há uma mensagem de ódio (prega a morte). Há diversos mandamentos ordenando a morte dos infiéis.
Quem quiser pode consultar o ALCORÃO aqui: http://www.ibeipr.com.br/ibei.php?path=alcorao/attaubah

CRUZADAS
Ao dizer isso sempre surge alguém pra dizer que o cristianismo é igual porque as cruzadas mataram muita gente. Eis o equívoco: fanáticos há em todo lugar, mas a mensagem original do cristianismo é o amor. Basta ler os evangelhos: "Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem" (Mat 5:44).

MORTES NA BÍBLIA
É verdade que no AT há casos onde Deus ordenou a morte. Mas não são mandamentos para a posteridade e sim relatos de guerra (algo frequente na antiguidade). Porém a mensagem bíblica é o amor e no NT isso fica bastante evidente:  ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’. (Mat 22:37-39)
Vi a acusação sobre violência aqui: http://super.abril.com.br/ciencia/o-isla-incita-a-violencia

DAR A VIDA
Um cristão morre por Jesus, mas não mata por Jesus.
Um islâmico mata em nome de Alá.
Se uma pessoa não consegue entender essa diferença fica difícil dialogar.
Vi esse vídeo de um ex-muçulmano que fala disso: https://www.youtube.com/watch?v=ymU0VnggTaU

Obs.1: PORQUE A MÍDIA COSTUMA DEFENDER O ISLÃ?
A mídia em geral é de esquerda e por isso costuma defender o Islã e combater o que chama de islamofobia. Por que? O que une a esquerda e o Islã é o desprezo aos cristãos, a Israel e aos EUA.

Obs.2: QUAL DEVE SER NOSSA POSTURA COM ISLÂMICOS?
Como cristãos devemos amar e respeitar todos os muçulmanos. Mas o terrorismo deve ser combatido, e isso inclui rejeitar as expressões de ódio que afetam inclusive muitos islâmicos moderados. Toda vertente islâmica que prega ódio (morte) aos infiéis, a Israel, aos EUA e ao Ocidente deixa de ser aceitável. O Corão (livro sagrado do Islã) defende a matança dos 'infiéis', mas há vertentes islâmicas pacíficas que merecem respeito. Já o discurso de ódio (morte e agressão) não é aceitável em nenhuma religião (ou vertente) e deve ser combatido por todas as pessoas de bem. Que fique claro que não estou falando sobre DISCORDAR de algo, mas sobre ODIAR (desejar a morte ou agredir)! Creio que qualquer vertente religiosa que prega a morte dos outros deve ser combatida. A proteção da vida está acima da liberdade religiosa.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Moralismo

MORALISMO X MORALIZAÇÃO

A fé cristã não é moralista. O moralismo é uma ênfase exagerada na moral. A Bíblia também ensina o amor, a compaixão, a generosidade e outros sentimentos nobres. A figura do moralista cuspindo condenação com ódio no olhar não combina com o evangelho.

O cristão moralista acredita que vai herdar o céu com base em bom comportamento. Mas o evangelho diz que somos salvos pela graça mediante a fé. Logo a fé cristã não é moralista!

Por outro lado, a fé cristã é moralizadora! Ou seja, as pessoas que abraçam a fé passam a viver e defender a moral bíblica em sua vida pois sabem que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável. Não fazem isso para serem salvas, mas porque seu coração foi transformado!

Na esfera pública os cristãos irão defender essa moral bíblica como forma de 'salgar' a sociedade, ou seja, frear os estragos do pecado. Romanos 13 fala que precisamos de governantes justos que punam aqueles que praticam o mal. O pecado causa vítimas e por isso deve ser coibido: a corrupção prejudica pessoas, o aborto faz vítimas, a promiscuidade sexual destrói famílias, etc.

Portanto, o cristão não é moralista, mas é moralizador do meio onde vive!

O cristão terá compaixão dos indivíduos pois sabe que todos pecamos.
E esse mesmo cristão vai ser contra o pecado (a corrupção, a promiscuidade sexual, o roubo, o aborto, o casamento gay, etc) pois sabe que causa estragos.

Veja exemplos práticos:
ü  Cristãos têm ajudado mulheres que praticaram aborto a superar os traumas causados e ao mesmo tempo defendem leis que coíbam essa crueldade.
ü  Temos apoiado gays que pedem ajuda e ao mesmo tempo somos contra o casamento gay.
ü  Ministramos homens para vencer a atração sexual por crianças e ao mesmo tempo somos contra a pedofilia.
ü  Ensinamos as pessoas a pagarem seus impostos e ao mesmo tempo defendemos a redução dessa perversa carga tributária.

Em suma: a verdade e o amor precisam andar sempre de mãos dadas.