Não fui reformado! Fui transformado por Deus!

Nesse blog não fazemos proselitismo. Esse é um blog pentecostal voltado para pentecostais.
Veja na Bíblia os 5 PONTOS DO ARMINIANISMO. E veja aqui mais itens sobre Arminianismo.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Movimento Reteté 1

Movimento Reteté 1

Dentro do pentecostalismo (especialmente nas periferias do RJ) tem crescido um movimento chamado reteté, que é uma variação (desvio) do pentecostalismo clássico.

Embora como pentecostal eu goste de fogo e poder de Deus, esse movimento confunde pentecostes com "frenesi coletivo".

De fato quando Deus vem sobre um lugar coisas estranhas podem acontecer. Assim como aconteceu com os apóstolos em Atos 2 que inicialmente foram comparados com gente bêbada (até que Pedro pregasse o evangelho e esclarecesse tudo).

Eu já vi Deus fazer coisas muito bizarras em vedadeiros momentos de mover, de descida do Espírito Santo. Mas isso aconteceu após um período de oração sincera, sem ser induzido e sem influência de músicas ou batuques.

Sei que há muitas manifestações tremendas que Deus pode fazer e não me limito aos dons espirituais. Sei que Deus pode levar alguém a dançar no Espírito, sapatear, cair, chorar, pular, rir, arrebatar, etc. Lembro bem do dia em que fui batizado no Espírito Santo - foi inesquecível!

Mas normalmente quando esses fenômenos são de Deus acontecem de forma expontânea (não-induzida), ocasional (não-rotineiro), e acompanhado de dons espirituais. No movimento reteté normalmente há batidas fortes ou batuques que induzem as pessoas ao frenesi e praticamente não se vê dons espirituais. Por isso tenho algumas reservas com esse tipo de reunião (chamada reteté), pois confunde frenesi com unção de Deus.

Não reprovo de maneira nenhuma que Deus possa fazer pessoas dançarem, cairem ou pularem no poder do Espírito Santo. Já tive experiências genuínas desse tipo, mas também já tive o desprazer de ser derrubado por pastores.

Infelizmente há tanta indução e modismos, que muitos teólogos pentecostais tem reprovado toda manifestação que não sejam os 9 dons espirituais. Creio que precisamos cuidar para "não jogar fora o bebê junto com a água".

Se uma experiência vem de Deus é maravilhosa.
Se uma experiência vem do homem é perda de tempo.




Importante dizer: Não vejo problema no fato da comunidade afro ter um estilo de louvor com batuques e danças (comento isso no post sobre o Movimento Reteté). E acho positivo que a comunidade afro seja alcançada pelo evangelho dentro de sua cultura e estilo. A grande ressalva que estou fazendo aqui é que seria meninice confudir emoção com unção. Além disso, um culto jamais pode desprezar a pregação da Palavra, mas creio que isso esteja sendo observado no movimento reteté embora não apareça no vídeo abaixo.

Vejam um exemplo de reteté:


http://www.youtube.com/watch?v=cCvs7vQ40VI

sexta-feira, 17 de abril de 2009

O Espírito Santo não sairá da Terra!

O ESPÍRITO SANTO NÃO SAIRÁ DA TERRA

Sou pré-milenista convicto, ou seja, creio no arrebatamento da igreja, na Grande Tribulação, e no Milênio porvir.

Contudo não consigo entender como alguns cristãos pré-milenistas admitem a falsa idéia de que o Espírito Santo será tirado da Terra quando Jesus arrebatar Sua Igreja.
Dizem ainda que os que ficarem terão que salvar-se por esforço próprio, como se isso fosse possível. Esse tipo de pensamento denota que a pessoa carece de embasamento bíblico (ou é adepta do pelagianismo o que é pouco provável).

O arminianismo (que é adotado pela maioria dos pré-milenistas) afirma categoricamente que sem o Espírito Santo ninguém é capaz de crer.
Portanto, um arminiano vai rejeitar enfaticamente essa doutrina das férias do Espírito Santo.

Mas e o texto de Tessalonicensses?
2Tes:2:6: E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado.
2Tes:2:7: Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;
2Tes:2:8: E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda;

O pentecostalismo clássico acredita que a igreja será arrebatada e depois virá o anti-cristo.
Ou seja, é a igreja que o detém e será tirada.
E há alguns pré-milenistas que alegam que o texto se refere a um anjo.

De qualquer forma, fica muito claro que o texto não dá qualquer sinal de que esteja falando do Espírito Santo. E a julgar pelo restante da Bíblia fica evidente que o Espírito Santo continuará na Terra convencendo o pecador mesmo na Tribulação de 7 anos.

Sem o Espírito Santo ninguém pode nascer de novo, isto é, ser regenerado.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Pentecostais e Santidade

Pentecostais e Santidade

SANTIDADE
É muito comum ouvirmos críticas afirmando que os pentecostais se importam mais com os dons do que com a santidade. Ao dizer isso na verdade querem afirmar que pentecostais não se importam com a santificação.

Essa falácia vem dos tradicionais (e é engolida por alguns pentecostais inclusive). Creio que para os cessacionistas isso seja uma forma de tentar justificar a ausência dos dons espirituais entre eles.

Oras, se os cessacionistas (tradicionais) tanto criticam a santidade dos pentecostais era de se esperar que a gente visse uma santidade maior entre eles. Mas não é o que vemos.

Ou seja, eles não vivenciam os dons e NÃO são mais santificados que os pentecostais. Inclusive vale dizer que as pessoas mais consagradas e santificadas que conheço são pentecostais (e carismáticos).

Por outro lado, é verdade que tem faltado santidade no meio do povo evangélico, mas isso não é exclusividade dos pentecostais. É um problema generalizado.

Certamente que há igrejas pentecostais e cessacionistas onde o pastor prega sobre arrependimento, santidade, renúncia, vida no altar, fruto do Espírito, transformação de vida, abandono do pecado, etc.

Sou pentecostal e prego essas verdades regularmente.
[E conheço muitos pastores pentecostais que pregam isso.]

Sou pentecostal e vivencio os dons do Espírito Santo.

Um coisa não anula a outra.
Pelo contrário, elas se complementam.


MATURIDADE ESPIRITUAL
Bem é sabido que a maturidade do cristão é medida pelo Fruto do Espírito, mas isso não torna os dons menos importantes.

Já vi cristãos cheios do Espírito que eram imaturos espiritualmente porque tinham acabado de se converter.
Já vi cristãos maduros espiritualmente que não eram (não estavam) cheios do Espírito. Precisavam se encher do Espírito Santo.

São duas realidades co-existentes.

O erro dos pentecostais está na tendência de medir a espiritualidade pelos dons.
O erro dos cessacionistas está em confundir maturidade espiritual com plenitude do Espírito.

A Bíblia mostra claramente que o Batismo no Espírito sempre era acompanhado de algum sinal sobrenatural. Nunca era imperceptível. E a Bíblia também mostra exemplos de pessoas recém-convertidas (imaturas) que foram batizadas no Espírito Santo. Fica evidente que maturidade espiritual e batismo no Espírito Santo são coisas distintas.

O Batismo no Espírito Santo acontece com pessoas que se entregam a Deus (buscam o enchimento) com um coração quebrantado, e é recebido pela graça mediante a fé. Ninguém recebe o Batismo no Espírito Santo por mérito ou justiça própria. É por isso que vemos casos de irmãs "linguarudas" ou irmãos  "grosseiros" que recebem o revestimento de poder, pois é algo dado por graça e não por mérito.

Por outro lado, um cristão pode ser piedoso e santo e ainda não ter recebido o batismo no Espírito Santo (revestimento de poder), seja porque não tem buscado o enchimento ou porque ainda não conseguiu se quebrantar profundamente diante de Deus em oração.

CONCLUSÃO
Nós pentecostais não devemos negligenciar os dons caindo na falácia de que só importa a santidade (embora a santidade realmente seja mais importante). Por outro lado, todos nós evangélicos, precisamos vivenciar uma vida de santidade e é notório que isso tem faltado na maioria das igrejas (pentecostais e tradicionais).

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Excelente Pregação de Paul Washer

Excelente Pregação de Paul Washer
http://www.youtube.com/watch?v=N5lw809gB94





Aproveito para parabenizar meu amigo Vinicius Pimentel pelo trabalho de tradução que tem desenvolvido (http://voltemosaoevangelho.blogspot.com/)