sexta-feira, 20 de novembro de 2015

O Islã e o Anticristo

ISLAMISMO E A ESCATOLOGIA CRISTÃ
Será que o crescimento do Islã tem algum sentido profético?

Especulo que o avanço do Islã no mundo possa preparar o governo do Anticristo no final dos tempos ajudando a formar a religião mundial e nova ordem mundial, haja visto que o Islã espera um Califa (governante mundial que chamam Mahdi, o 12º Imã) e também aguarda a vinda de Jesus (que na verdade seria um falso profeta se passando por Jesus).

Hoje a esquerda domina a cultura ocidental e o Islã domina boa parte do mundo e ambos tem o Cristianismo como inimigo comum.

Um falso profeta fingindo ser Jesus conseguiria seduzir uma grande parte dos cristãos nominais tornando o Islã uma religião mundial de mãos dadas com o Imã (governante mundial).

O Apocalipse fala sobre o Anticristo e o Falso Profeta trabalhando juntos:

Ap 16:13 Então vi saírem da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta três espíritos imundos semelhantes a rãs.
·         Dragão = diabo (Ap 20:2);
·         Besta = anticristo = um governante mundial;
·         Falso Profeta = um líder religioso mundial;

Observe que o falso profeta será um apoio ao governo da besta: Ap 19:20 Mas a besta foi presa, e com ela o falso profeta que havia realizado os sinais miraculosos em nome dela, com os quais ele havia enganado os que receberam a marca da besta e adoraram a imagem dela. Os dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre;

O crescimento numérico do Islã é impressionante. É a religião que mais cresce no mundo devido à alta natalidade entre os seguidores. (Veja: https://www.youtube.com/watch?v=CPSsjY-Yah0 / http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/islamismo-e-a-religiao-que-mais-deve-crescer-nas-proximas-decadas/)

Além disso, eles tem investido pesado na islamização do mundo e claramente querem impor a sharia em todas as nações. Mas o mais impressionante é o que já está acontecendo na Europa em termos de apoio ao avanço islâmico, haja visto ser o continente mais secularizado do planeta.

ISLAMIZAÇÃO DA EUROPA
Graças ao marxismo cultural, a Europa de hoje é primordialmente anticristã. Mas, apesar da Europa ser agressiva contra os princípios cristãos, ela tolera a cultura islâmica ortodoxa. Com isso, a Europa rejeita as suas próprias raízes, e destrói os seus próprios alicerces, sem os quais ela não tem como se defender contra um inimigo que não sofre crise de identidade, que é assertivo, que não é prejudicado por culpa cultural ou vive se questionando, e que não hesita em afirmar a sua superioridade religiosa.

O multiculturalismo pode algo bom. O que falta no multiculturalismo cego é: reciprocidade. É ótimo tolerar outras religiões ou outros costumes étnicos se as pessoas que seguem estas outras religiões e costumes também toleram aqueles dos países que os recebem.

Leia mais aqui:


quarta-feira, 18 de novembro de 2015

O Alcorão prega a Paz?

OS ENSINOS DO ISLÃ SÃO MESMO PACÍFICOS?
É verdade que há islâmicos moderados e islâmicos extremistas. Mas o que dizer da mensagem original do Islã? Para saber basta ler o Alcorão. Qualquer pessoa honesta e imparcial consegue ler o Corão e verificar que na sua essência há uma mensagem de ódio (prega a morte). Há diversos mandamentos ordenando a morte dos infiéis.
Quem quiser pode consultar o ALCORÃO aqui: http://www.ibeipr.com.br/ibei.php?path=alcorao/attaubah

CRUZADAS
Ao dizer isso sempre surge alguém pra dizer que o cristianismo é igual porque as cruzadas mataram muita gente. Eis o equívoco: fanáticos há em todo lugar, mas a mensagem original do cristianismo é o amor. Basta ler os evangelhos: "Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem" (Mat 5:44).

MORTES NA BÍBLIA
É verdade que no AT há casos onde Deus ordenou a morte. Mas não são mandamentos para a posteridade e sim relatos de guerra (algo frequente na antiguidade). Porém a mensagem bíblica é o amor e no NT isso fica bastante evidente:  ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’. (Mat 22:37-39)
Vi a acusação sobre violência aqui: http://super.abril.com.br/ciencia/o-isla-incita-a-violencia

DAR A VIDA
Um cristão morre por Jesus, mas não mata por Jesus.
Um islâmico mata em nome de Alá.
Se uma pessoa não consegue entender essa diferença fica difícil dialogar.
Vi esse vídeo de um ex-muçulmano que fala disso: https://www.youtube.com/watch?v=ymU0VnggTaU

Obs.1: PORQUE A MÍDIA COSTUMA DEFENDER O ISLÃ?
A mídia em geral é de esquerda e por isso costuma defender o Islã e combater o que chama de islamofobia. Por que? O que une a esquerda e o Islã é o desprezo aos cristãos, a Israel e aos EUA.

Obs.2: QUAL DEVE SER NOSSA POSTURA COM ISLÂMICOS?
Como cristãos devemos amar e respeitar todos os muçulmanos. Mas o terrorismo deve ser combatido, e isso inclui rejeitar as expressões de ódio que afetam inclusive muitos islâmicos moderados. Toda vertente islâmica que prega ódio (morte) aos infiéis, a Israel, aos EUA e ao Ocidente deixa de ser aceitável. O Corão (livro sagrado do Islã) defende a matança dos 'infiéis', mas há vertentes islâmicas pacíficas que merecem respeito. Já o discurso de ódio (morte e agressão) não é aceitável em nenhuma religião (ou vertente) e deve ser combatido por todas as pessoas de bem. Que fique claro que não estou falando sobre DISCORDAR de algo, mas sobre ODIAR (desejar a morte ou agredir)! Creio que qualquer vertente religiosa que prega a morte dos outros deve ser combatida. A proteção da vida está acima da liberdade religiosa.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Moralismo

MORALISMO X MORALIZAÇÃO

A fé cristã não é moralista. O moralismo é uma ênfase exagerada na moral. A Bíblia também ensina o amor, a compaixão, a generosidade e outros sentimentos nobres. A figura do moralista cuspindo condenação com ódio no olhar não combina com o evangelho.

O cristão moralista acredita que vai herdar o céu com base em bom comportamento. Mas o evangelho diz que somos salvos pela graça mediante a fé. Logo a fé cristã não é moralista!

Por outro lado, a fé cristã é moralizadora! Ou seja, as pessoas que abraçam a fé passam a viver e defender a moral bíblica em sua vida pois sabem que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável. Não fazem isso para serem salvas, mas porque seu coração foi transformado!

Na esfera pública os cristãos irão defender essa moral bíblica como forma de 'salgar' a sociedade, ou seja, frear os estragos do pecado. Romanos 13 fala que precisamos de governantes justos que punam aqueles que praticam o mal. O pecado causa vítimas e por isso deve ser coibido: a corrupção prejudica pessoas, o aborto faz vítimas, a promiscuidade sexual destrói famílias, etc.

Portanto, o cristão não é moralista, mas é moralizador do meio onde vive!

O cristão terá compaixão dos indivíduos pois sabe que todos pecamos.
E esse mesmo cristão vai ser contra o pecado (a corrupção, a promiscuidade sexual, o roubo, o aborto, o casamento gay, etc) pois sabe que causa estragos.

Veja exemplos práticos:
ü  Cristãos têm ajudado mulheres que praticaram aborto a superar os traumas causados e ao mesmo tempo defendem leis que coíbam essa crueldade.
ü  Temos apoiado gays que pedem ajuda e ao mesmo tempo somos contra o casamento gay.
ü  Ministramos homens para vencer a atração sexual por crianças e ao mesmo tempo somos contra a pedofilia.
ü  Ensinamos as pessoas a pagarem seus impostos e ao mesmo tempo defendemos a redução dessa perversa carga tributária.

Em suma: a verdade e o amor precisam andar sempre de mãos dadas.

terça-feira, 5 de maio de 2015

Palavras Desconexas

Palavras Desconexas

Um amigo meu fez um teste interessante num grupo teológico.
Perguntou se alguém via sentido nessa língua estranha:

"Bereshit barah elohiym et hashamayim ve'et haretz va'aretz tohu va'bohu"

Alguns desceram lenha criticando o dom de línguas e afirmando que essa frase que seria heresia, fogo estranho, palavras desconexas, etc.

Meu amigo explicou que a frase acima está em hebraico e é Gn 1:1.

Ou seja, cuidado com esse papo de que algo não é de Deus só porque você não entende.

Boa semana!

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Comparativo Calvinismo-Arminianismo

Quadro Comparativo das Doutrinas da Graça

Calvinismo (Graça Decretada) x Arminianismo (Graça Livre)