Não fui reformado! Fui transformado por Deus!

Nesse blog não fazemos proselitismo. Esse é um blog pentecostal voltado para pentecostais.
Veja na Bíblia os 5 PONTOS DO ARMINIANISMO. E veja aqui mais itens sobre Arminianismo.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Deus faz o mal?

Deus faz o mal?

É muito comum os calvinistas apelarem para alguns textos do AT para insinuar que Deus pré-determinou todos os acontecimentos, e inclusive que Ele é o causador de todo tipo de mal (inclusive o pecado). [Vale dizer que há calvinistas que crêem na dupla-predestinação, sem acreditar nessa doutrina da Providência, que diz que Deus causa tudo, inclusive todo mal no mundo]

Os que acreditam que Deus predeterminou tudo combatem a idéia de que Deus permite certos acontecimentos. Para eles Deus decretou tudo. Somente um deus muito inseguro teria receio de permitir que suas criaturas fizessem escolhas. Mas o Deus da Bíblia não é inseguro e nem um ditador tirano. Ele age com braço forte muitas vezes, pois é Soberano. Mas não priva as criaturas de sua liberdade.

Vejamos algumas passagens que os calvinistas usam para dizer que Deus decretou tudo, inclusive todo o mal e os pecados dos homens.

"Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e
crio o mal; eu sou o Senhor, que faço todas estas coisas." Isa 45:7
è Deus cria o mal, ou seja, às vezes Deus decide punir ou castigar um povo que lhe afrontou. Ele é Soberano e pode fazer isso. Nesse tempo Isaías profetizava que se o povo de Israel não se arrepende-se sofreriam o castigo divino, e Deus mostra que deviam temê-lo. Da mesma forma Amós alertava: Am:3:6: Sucederá algum mal na cidade, sem que o SENHOR o tenha feito? Era um aviso de castigo divino.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"...condoeram-se dele, e o consolaram de todo
o mal que o Senhor lhe havia enviado;..." Jó 42:11
è Deus usa o sofrimento para provar Seus filhos ou mesmo ensinar-lhes algo.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"... e o atormentava um
espírito maligno da parte do Senhor." 1Sm 16:14
è Deus pode usar demônios para punir alguém se Ele quiser.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"Eu, porém,
endurecerei o coração de Faraó..." Êxo 7:3
è Deus pode endurecer o coração de uma pessoa se Ele quiser.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"
O Senhor fez tudo para um fim; sim, até o ímpio para o dia do mal." Prv 16:4
è Deus criou o mundo mesmo sabendo que haveria ímpios – os ímpios portanto fazem parte do plano divino. Foram criado por Deus e sofrerão o devido castigo por suas escolhas.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"Eis que
o Senhor esvazia a terra e a desola, transtorna a sua superfície e dispersa os seus moradores." Isa 24:1
è Novamente vemos que Deus pode trazer punição ao mundo.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"E todos os moradores da terra são reputados em nada; e
segundo a sua vontade ele opera no exército do céu e entre os moradores da terra; não há quem lhe possa deter a mão, nem lhe dizer: Que fazes?" Dan 4:35
è Novamente vemos que Deus é Soberano.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"
Por que, ó Senhor, nos fazes errar dos teus caminhos? Por que endureces o nosso coração, para te não temermos? Faze voltar, por amor dos teus servos, as tribos da tua herança." Isa 63:17
è Quando um povo atinge certa medida de pecado Deus decide não mais perdoá-lo. Ele é Justo e Soberano.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"E se o profeta for enganado, e falar alguma coisa,
eu, o Senhor, terei enganado esse profeta; e estenderei a minha mão contra ele, e destruí-lo-ei do meio do meu povo Israel." Eze 14:9
è Quando um profeta falasse mentiras Deus estaria trazendo destruição sobre ele.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"E por isso
Deus lhes envia a operação do erro, para que creiam na mentira; para que sejam julgados todos os que não creram na verdade, antes tiveram prazer na injustiça." 2Ts 2:11e12 (Prv 16:4)
è A operação do erro (enviada por Deus) serve para provar aos que não crêem na verdade que eles são culpados. É exatamente isso que o arminianos apregoam: Deus criou a humanidade com livre-arbítrio, e devido à queda os colocou num mundo onde há verdade e mentira. Cada um faz sua escolha (em resposta ao Espírito Santo). Os que crêem na mentira serão condenados.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"Com ele está a força e a sabedoria;
são dele o enganado e o enganador." Jó 12:16
è Deus tem poder sobre o enganado e sobre o enganador.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"...conforme o propósito daquele que
faz todas as coisas segundo o conselho da sua vontade," Ef 1:11
è Tudo acontece dentro da vontade de Deus. Nada escapa ao seu controle. Quando um homem peca ou rejeita a salvação só pode fazê-lo porque Deus assim permite. Quando um homem se converte só pode fazê-lo porque Deus assim permite. Deus determinou que fosse dado oportunidade de salvação a todos os homens. O plano dEle é que o homem faça suas escolhas (Dt 30.19).
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.

"que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antigüidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho subsistirá, e
farei toda a minha vontade;" Isa 46:10
è Sim. Nada acontece fora da vontade de Deus. O diabo só pode agir porque Deus assim quer e permite. Os homens só podem pecar porque Deus quis lhe dar o livre-arbítrio. Deus faz a vontade dEle. E chegará um momento em que Ele dará um basta nesse mundo e julgará a todos.
O texto não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.



Rearfirmo categoricamente: A Bíblia não diz que todos os males do mundo e todos os pecados das pessoas são causados por Deus.


O calvinismo diz isso. A Bíblia não diz.

Sim, Deus pode trazer o mal (punição) sobre alguém. Mas Deus nunca leva alguém a pecar.


Tg:1:13: Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.
Tg:1:17: Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.


No máximo Deus endurece corações para que não vejam a verdade e se convertam. Ele faz isso com pessoas ou povos que chegaram no limite de Sua paciência. Tem ocasiões em que um grupo de pessoas atinge um grau tão alto de pecado que Deus decide destruí-los (Gn:15:16), isto é, não mais salvá-los. O dilúvio e a destruição de Sodoma e Gomorra são os exemplos mais clássicos disso. Mas antes de atingirem esse grau extremo de pecado todas essas pessoas poderiam ter escolhido a salvação - elas não estavam determinadas ao inferno. Foi no uso do seu livre-arbítrio que elas traçaram um caminho sem volta acendendo a ira de Deus. Em Isaías 6.8-13 vemos claramente que o Senhor estava sacrificando e rejeitando uma parte do povo (que já se achava perdida) para que a "santa semente" (os fiéis) não se perdesse.


A mesma coisa aconteceu nos tempos de Jesus: certas pessoas já haviam atingido um grau de pecado tão alto que Deus não quis mais salvá-las – por isso falou por parábolas para que essas pessoas não entendessem (Mc 4.11,12). Deus é amoroso (oferece a todos a chance da salvação) e é Soberano (derrama Sua graça e Sua ira como quer). Ele quer que todos se salvem, mas não tolera certos níveis de depravação.


É verdade que algumas vezes Deus impõe Sua vontade no coração de alguém para cumprir seus propósitos. Mas quando faz isso, Ele não leva a pessoa a pecar. Por exemplo, Deus fez Ciro libertar o povo judeu (Is:45:1ss), e não havia nada de pecaminoso nisso.


Os arminianos não negam a Soberania divina. Reconhecemos que Deus deu liberdade aos homens, e Ele intervém quando e onde quiser.

7 comentários:

Jeferson Santos disse...

Parece que você “refutou” o pensamento calvinista de que Deus controla e determina tudo, incluindo o mal...

Você disse:
“Sim, Deus pode trazer o mal (punição) sobre alguém. Mas Deus nunca leva alguém a pecar. ”

Porem lendo a historia de Sansão, fiquei curioso para saber o que você comentaria

Desceu Sansão a Timnate; e vendo em Timnate uma mulher das filhas dos filisteus,
subiu, e declarou-o a seu pai e a sua mãe, dizendo: Vi uma mulher em Timnate, das filhas dos filisteus; agora pois, tomai-ma por mulher.
Responderam-lhe, porém, seu pai e sua mãe: Não há, porventura, mulher entre as filhas de teus irmãos, nem entre todo o nosso povo, para que tu vás tomar mulher dos filisteus, daqueles incircuncisos? Disse, porém, Sansão a seu pai: Toma esta para mim, porque ela muito me agrada.
Mas seu pai e sua mãe não sabiam que ISTO [casar com a filisteia] VINHA DO SENHOR, que buscava ocasião contra os filisteus; porquanto naquele tempo os filisteus dominavam sobre Israel.
(Jz 14:1-4)

Jeferson disse...

A Bíblia deixa claro que foi um desígnio de Deus o desejo pecaminoso de Sansão em se casar com uma filha dos filisteus. Era contra os preceitos divinos casar-se com uma incrédula, ainda mais para Sansão, que era nazireu (Jz 13:5). Todavia, Deus DECRETOU o pecado de Sansão para que o seu PROPOSITO com relação à libertação de Israel ficasse firme.

Deus decretando o pecado de um homem... Como isso se harmoniza com esse papo de que Deus não decreta/controla o mal?

E que historia é essa de “certas pessoas já haviam atingido um grau de pecado tão alto que Deus não quis mais salvá-las”?
Já ouvi muitos sermões pentecostais onde o pregador dizia – “Arrependa-se, pois não ninguém tão pecador que Jesus não possa perdoar!”. Mas não se preocupe, eu já sei, isso é papo de pregador pentecostal, não é? Eles às vezes são se empolgam mesmo...
E o ladrão na cruz? Ele mesmo sabia que era justa a sua crucificação, mas de certo ele inda não tinha atingido um tal nível pecaminosidade, pois Jesus ainda quis perdoá-lo.
Ufa, eu também, ainda bem que não sou tão pecador assim, pois quem sabe se eu tivesse pecado um pouquinho mais... Deus já não iria mais querer me salvar.

Jeferson disse...

Brincadeiras a parte, você comenta sobre um deus inseguro no começo da postagem, e eu fico imaginando, como alguém pode comentar sobre “deus inseguro” e ao mesmo tempo defender um deus que hora quer salvar a todos, hora já não quer salvar alguns porque pecaram demais, e ao mesmo tempo querer harmonizar esse deus com o Deus Bíblico que diz que os crentes estavam mortos em delitos e pecados (Ef 2:1), ou seja, não era que estavam em pouco pecado ou muito pecado, mas sim MORTOS, e foi Deus quem os vivificou.
Fico me perguntando, será que existe uns pouco mortos, uns zumbis, outros meio mortos? E ainda outros muito mortos mesmos, esses já pecaram demais, Deus já não quer salva-los.
Com relação a Tg 1:13, é obvio que Deus não tenta a ninguém, pois quem é o tentador? Veja Mt 4:3, no entanto, Deus manda em satanás?

Cleber disse...

Jeferson Santos,
paz!

Mano, no texto de Jz 14.1-4 vemos que Deus interviu numa situação para que Dalila e Sansão se casassem. Oras, tanto arminianos quanto calvinistas acreditam que Deus intervém de forma Soberana.

A diferença é que calvinistas normalmente entendem que Deus decretou e controla tudo.
Os arminianos entendem que Deus intervém eventualmente, quando Ele assim deseja.

Vejamos:
Deus endureceu Faraó por exemplo.
Deus fez Sansão apaixonar-se por Dalila.
Deus usou Ciro para libertar os judeus.
Etc.

Isso quer dizer que Deus endurece o coração de cada incrédulo?
Isso quer dizer que Deus sempre decreta quem vai se apaixonar por quem?
Isso quer dizer que Deus sempre controla os atos dos governantes?

Claro que não!

O coração do rei está nas mãos de Deus. Ou seja, Ele pode interferir quando bem quiser.
Mas Deus não faz isso o tempo todo.
Nada na Bíblia indica que Deus faz do homem apenas um fantoche em Suas mãos.

Há casos de intervenção. O erro dos calvinistas é generalizar isso como se fosse regra.

----
“certas pessoas já haviam atingido um grau de pecado tão alto que Deus não quis mais salvá-las”?

Jeferson, não me cabe julgar quando as pessoas atingem tal grau de depravação. Basta-me saber que a Bíblia ensina isso.

Todos pecaram e estavam mortos em seus delitos.
Somente com a graça preveniente (ação do ES) é que o arbítrio das pessoas é liberto e elas podem escolher crer na verdade.
Deus quer salvar a todos, mas como Soberano que é pode deixar de salvar os que atingiram certo grau de depravação (assim como aqueles que blasfemaram contra o ES). Embora creio que isso aconteça muito raramente.

Jeferson disse...

Talvez por causa da internet o calvinismo tenha se tornado mais conhecido no meio cristão, o que é bom. Entretanto, nisso tudo tem se invertido um pouco as coisas.
Geralmente em uma conversa entre arminianos e calvinistas, o calvinista argumentava que Deus é o autor de tudo, então o arminiano numa tentativa de enredá-lo indagava: “- Então Deus também é o criador do mau?” Em resposta o calvinista citava um dos versículos que você postou.
O quero dizer com isso é que Deus é o criador de TUDO, não fez só o que as criaturas julgam ser bom e deixa o que as criaturas julgam ser mau por conta do arbítrio delas, e é no intuito de mostrar isso que empregamos tais versículos. Se o arminiano se choca quando argumentamos que Deus pode fazer e de fato faz o mal, mostramos estes versículos para que ele veja que a Bíblia fala sobre isso.
Com relação a Deus criar pessoas destinadas a ira quero que análise o seguinte versículo:
Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?
Romanos 9:21

Longe de querer discutir se esse texto fala sobre povo ou indivíduos, quero apenas ressaltar que da mesma massa, ou seja, toda humanidade, Deus faz vasos para honra e outros para desonra.

E que direis, se Deus, querendo mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição;
Romanos 9:22

Alguns argumentam que a Bíblia nesse capitulo fala de um povo, porem, mesmo que assim fosse não mudaria o fato de que existem vasos preparados para perdição, e note o fato de que Palavra não diz que eles (os vasos) prepararam a si mesmos para perdição, mas sim que foram preparados, e preparados por Deus.

Jeferson disse...

Você fala em graça proveniente, que é a chance que é dada a todos de aceitarem a Cristo se quiserem, no entanto como isso se harmoniza com o tal “grau de pecado” que você citou?
Imagine um dado povo ao longo da historia da humanidade que se envolva em todo tipo de coisa imunda, pessoas que nunca ouviram falar de Jesus. Suponha que alguns deles já tenham atingido tal “grau de pecado”, e mais tarde um pregador viesse e evangelizasse esse grupo. Os que já haviam atingido tal “grau de pecado” não teriam mais como serem salvos? De acordo contigo não, pois segundo esse raciocínio Deus já não iria querer salvá-los, e por inferência poderíamos dizer que a graça proveniente não estaria atuando sobre estes, e então, por conseqüência, afirmar que a graça proveniente não serve para tornar a salvação disponível a todos.

Só mais uma dúvida, você disse:
“Somente com a graça preveniente (ação do ES) é que o arbítrio das pessoas é liberto e elas podem escolher crer na verdade.”
O ES age sobre todo ser humano para que todos possam ter livre arbítrio?

Cleber disse...

Jeferson,
sobre Romanos 9 tenho 2 posts sobre o assunto:

http://dl.dropbox.com/u/6819627/Confraria/Serie-Arminianismo/04_Romanos-9.pdf

http://confraria-pentecostal.blogspot.com/2010/04/romanos-9-por-william-lane-craig.html

Sobre a questão dos graus de pecado é uma opinião minha que não representa todos os arminianos.
Como eu disse antes creio que isso seja algo muito raro de acontecer, pois na própria Bíblia vemos isso poucas vezes e a maioria no tempo da Lei.
Mas reafirmo que Deus quer salvar a todos. Isso só muda em casos muito específicos e depois de a pessoa ter tido chance de arrepender-se. (Veja o caso do dilúvio onde Deus deu 120 anos para o povo se arrepender)

Por fim: "O ES age sobre todo ser humano para que todos possam ter livre arbítrio?"
Sim.