Não fui reformado! Fui transformado por Deus!

Nesse blog não fazemos proselitismo. Esse é um blog pentecostal voltado para pentecostais.
Veja na Bíblia os 5 PONTOS DO ARMINIANISMO. E veja aqui mais itens sobre Arminianismo.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Você é um arminiano e não sabe?


Pesquisa: Você é um arminiano e não sabe?


Ao longo dos séculos, os calvinistas têm tanto sucesso vilipendiando o Arminianismo que muitas pessoas que são arminianas têm medo de dizer isso. Isto é verdadeiro, mesmo que o Arminianismo seja a posição teológica da maior parte do protestantismo cristão, na verdade, muitas pessoas são arminianas e não sabem, e até mesmo negam. A presença do Arminianismo é tão generalizada que mesmo as mais fortes igrejas calvinistas têm entre seus membros os arminianos. É irônico, então, que as pessoas tenham medo de dizer ou desconheçam que elas são arminianas. Por exemplo, muitos independentes e batistas do sul são tipicamente arminianos, mas por desconhecimento muitas vezes se dizem calvinistas!


O objetivo desta pesquisa é ajudar as pessoas que têm uma teologia arminiana perceberem que elas são arminianas e ajudá-las a compreender que é bom ser arminiano. As perguntas abordaram as questões mais pertinentes que definem Arminianismo e o distinguem do Calvinismo.


1. Você acredita que Jesus morreu por cada ser humano?
• Se você respondeu sim à pergunta, então, pelo menos, você concorda com um dos princípios centrais do Arminianismo, e você seria indesejável em círculos calvinistas.
• Este é talvez o problema mais gritante, que divide o Calvinismo e o Arminianismo.
• A maioria dos calvinistas crê que Jesus morreu apenas por algumas pessoas, embora exista algum debate sobre se o próprio Calvino tinha essa opinião.
• Se você acredita que Jesus morreu somente por aqueles que creriam nEle, então você realmente é calvinista e não um arminiano.



2. Você acredita que os seres humanos são tão depravados que eles não podem fazer nada para ganhar a salvação e que não podem escolher crer em Jesus sem a intervenção da graça de Deus?
• Se você respondeu sim, então você concorda com Arminius e o Arminianismo.
• Calvinistas crêem nessa mesma doutrina, mas afirmam muitas vezes que os Arminianos não, apesar de haver completa unanimidade entre os teólogos arminianos em afirmar a doutrina.



3. Você acredita que uma pessoa pode resistir ao poder de convencimento e à graça de Deus?
• Se você respondeu sim, então, novamente, você afirma outro dos princípios centrais do Arminianismo, como refletido nas palavras de Jesus: “Jerusalém, Jerusalém, quantas vezes quis eu reunir os teus filhos... mas vós não o quisestes” (Mt 23:37).
• Calvinistas afirmam que Deus determinou que certas pessoas vão acreditar, Ele vai fazer a sua fé possível e chamá-los para a salvação de tal forma que suas próprias vontades serão dominadas, para que não possam resistir ao chamado da salvação.
• Arminianos acreditam que Deus quer que cada um possa crer, mas quando Deus chama alguém para crer, Ele o faz de tal forma que o indivíduo ainda pode resistir ao poder de convencimento do Espírito.



4. Você acredita que uma pessoa nasce de novo quando coloca sua fé em Jesus?
• Se você respondeu sim, então você se prende a um dos eixos principais do Arminianismo e você provavelmente não é um calvinista.
• Calvinistas crêem que Deus deve primeiro dar a uma pessoa a nova vida (regeneração) para então permitir a fé; sem ter nascido de novo (sido regenerada) uma pessoa não pode acreditar.
• Arminianos defendem que as pessoas não recebem o dom da nova vida, até que elas creiam.
• Arminianos defendem que, quando uma pessoa crê, ela é unida a Cristo e só então é que ela participa da vida nova e é nascida de novo. Uma pessoa não partilha da nova vida, sem primeiro estar unida com Cristo pela fé, pois “quem que nele crê não perece, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16).



5. Você acredita na eleição?
• Se você respondeu sim, então você pode ser um arminiano.
• Calvinistas acreditam em uma eleição independente da fé – Deus elegeu parte da humanidade por decreto.
• Arminianos acreditam que a eleição é baseada “em Cristo”, ou seja, alguém que está “em Cristo” é eleito. A fé é essencial para tornar-se unido a Cristo e, portanto, a eleição é condicionada à fé.



6. Você acredita na predestinação?
• Se você respondeu sim, então você pode ser um arminiano.
• Arminianos afirmam que os crentes são predestinados para a salvação final, não que algumas pessoas estão predestinadas a crer. (Parte dos arminianos entendem que os crentes são predestinados para uma vida santa – Rom 8.29)



7. Você acredita que é possível perder a salvação?
• A questão é se as pessoas que verdadeiramente acreditam em Jesus podem destruir sua fé a ponto de perder a salvação.


A) Se você respondeu que não crê na possibilidade de perda da salvação, você pode ser um arminiano.
• O próprio Arminius não se pronunciou sobre o assunto e nunca ensinou que os crentes podem naufragar na fé e perderem a sua salvação – ele afirmava que esse assunto precisava ser melhor estudado.
• Os seguidores posteriores de Armínio é que estudaram o tema e concluíram que os crentes podem fazer naufrágio da sua fé e perecer. Atualmente a maioria dos batistas são arminianos de 4 pontos, pois crêem que não se perde a salvação.

B) Se você respondeu que crê na possibilidade de perda da salvação, você afirmou algo que a maioria dos arminianos afirma fortemente, e você certamente não seria bem-vindo no meio Calvinista.


• A declaração de fé oficial da Sociedade dos Evangélicos Arminianos apenas afirma que “perseverar na fé é necessário para a salvação final”, sem comentar sobre a possibilidade de naufrágio da fé.
• Todos os calvinistas crêem na segurança eterna incondicional (uma vez salvo sempre salvo).
• Muitos independentes e batistas do sul se dizem calvinistas simplesmente por não crer em perda da salvação. No entanto, esse ponto não é determinante para definir se alguém é arminiano ou calvinista.



8. Você acredita na visão da satisfação penal da expiação?
• Se você respondeu sim ou se você respondeu não, você pode ser um arminiano.
• A visão da satisfação penal da expiação, afirma que a morte de Jesus implica um pagamento pelo pecado. Ela assume que a justiça de Deus exige que o pecado seja punido e que a justa ira de Deus foi desviada dos pecadores merecedores e derramou-se sobre Jesus como seu substituto.
• Esta opinião é defendida pela maioria dos calvinistas e pela maioria dos arminianos. Alguns poucos arminianos rejeitem a noção de que Deus castigou o seu Filho Jesus.
• Armínio afirmou o ponto de vista da satisfação penal da expiação.



9. Você acredita que Deus conhece exaustivamente o futuro?
• Se você respondeu sim, você concorda com o arminianismo nesse quesito.
• Calvinistas e Arminianos acreditam que Deus sabe o futuro de forma exaustiva.
• A negação dessa doutrina é uma rejeição da base do teísmo cristão, e aqueles que a negam não podem ser arminianos.
• A Sociedade dos Evangélicos Arminianos afirma a doutrina, e não se pode pertencer à ela se não se está de acordo.



10. Você acredita na soberania de Deus?
• Se você respondeu sim, então você concorda com o arminianismo nesse quesito.
• Todos os calvinistas e arminianos afirmam a soberania de Deus, mas diferem na dotação de Deus para a liberdade dos seres humanos.
• Alguns calvinistas definem a soberania como Deus ordenar e predeterminar todas as coisas e eventos, de modo que a escolha humana é apenas uma ilusão.
• Alguns calvinistas não negam explicitamente a liberdade humana nas decisões cotidianas, mas negam a liberdade humana de rejeitar o chamado para a salvação.
• Arminianos afirmam o livre arbítrio (nas decisões cotidianas) e crêem que os seres humanos realmente fazem escolhas genuínas, inegavelmente, afirmando a culpabilidade humana no pecado. No caso da salvação os arminianos crêem no ‘arbítrio-liberto’, ou seja, o pecador só pode crer após ser chamado pelo Espírito Santo.
• A visão arminiana da Soberania é que Deus tem o poder e a autoridade para fazer tudo o que ele quer, e nada pode acontecer a menos que ele o faça, ou permita. E crêem que Deus é Soberano o suficiente para dotar as suas criaturas com livre-arbítrio.
• A visão arminiana da soberania e da liberdade humana é motivada por sua compreensão do caráter de Deus como sendo santo, o que significa que: 1) Deus não é o autor do mal e 2) os seres humanos são culpados por seus pecados.



Em resumo, você é um arminiano se crer...
• na doutrina da expiação ilimitada (Jesus morreu por todos)
• na doutrina da depravação total (as pessoas são incapazes de crer em Jesus sem a intervenção da graça de Deus)
• na doutrina da graça resistível (as pessoas podem resistir à graça)
• na doutrina da eleição (todos que estão “em Cristo” são eleitos)
• na doutrina da predestinação (crentes são predestinados)
• na doutrina da satisfação penal da expiação (Deus puniu os pecados do mundo em Jesus)
• na doutrina da onisciência (incluindo que Deus conhece o futuro perfeitamente)
• na soberania de Deus (Deus pode fazer o que quiser, inclusive dotar os seres humanos de uma vontade livre).

Como afirmei anteriormente, a posição padrão do evangelicalismo cristão é o Arminianismo. E como pode ser visto neste breve resumo, é bom ser arminiano.

Para uma reflexão mais aprofundada sobre estas questões, leia o livro Teologia Arminiana: Mitos e Realidades, de Roger Olson, que estabelece a teologia arminiana clássica e derruba 10 mitos sobre o Arminianismo.

James M. Leonard – Batista Arminiano.
http://arminianbaptist.blogspot.com/
http://blogdavidaeterna.blogspot.com/2011/05/pesquisa-voce-e-um-arminiano-e-nao-sabe.html

16 comentários:

Marco Antonio disse...

Muito bom este texto!

Antonio Batalha disse...

Seu blog é uma bênção, li algumas coisas, e dou graças pela Graça derramada sobre si, que a cada dia continue a ser esta bênção.Aquilo que escreve seja como pão para o faminto, e água para o cansado.E que cada irmão ao ler suas mensagens seja edificado, exortado no amor derramado no seu coração, a sua alegria, paz e graça, cresçam de maneira a transbordar seu cálice, e atingir os corações.Aproveito a fazer-lhe um convite: Gostaria que fizesse parte dos meus amigos virtuais em meu blog A Verdade Que Liberta. Deixo as minhas cordiais saudações em Cristo Jesus.

Heber Eller disse...

Nossa, quanto dúvida... "Se vc respondeu que sim, vc PODE SER (ou pode não ser) um Arminiano. Parece estar em cima de um muro. As opções às perguntas são parciais, e tendenciosas. Pegam argumentos exclusivos do Calvinismo e diz que mesmo pensando assim, vc PODE ser um Arminiano. 1. VOCÊ ACREDITA NA SOBAERANIA DE DEUS? "Se você respondeu sim, então você concorda com o arminianismo nesse quesito." Isso é CALVINISMO! 2. Você acredita que os seres humanos são tão depravados que eles não podem fazer nada para ganhar a salvação e que não podem escolher crer em Jesus sem a intervenção da graça de Deus? Se você respondeu sim, então você concorda com Arminius e o Arminianismo. (Fala Sério, Calvinista) 5. Você acredita na eleição?
• Se você respondeu sim, então você PODE ser um arminiano. Nem o mais convicto dos CALVINISTAS, nessas suas respostas, ficaria isento do ARMINIANISMO, pois, questões de cunho totalmente CAlvinistas, aqui são colocadas como que PODENDO SER TAMBÉM ARMINIANISMO. Este é o Arminianismo mais SUAVE que ja vi.

Cleber disse...

Heber,
o que está exposto acima é o arminianismo clássico, exposto pelo Armínio, abraçado por Wesley e crido por milhares.

Existe de fato pontos em comum entre o arminianismo e o calvinismo.

Infelizmente os calvinistas procuram fazer uma caricatura falsa do armianianismo dizendo que negamos a depravação total ou a soberania de Deus. Totalmente errado.

E cuidado: não confunda com pelagianismo. Existem nas igrejas arminianas pessoas que tem uma visão pelagiana por falta de estudo bíblico, apesar de congregarem numa igreja arminiana.

Por fim, há diferenças bem significativas entre arminianismo e calvinismo:

• na doutrina da expiação ilimitada (Jesus morreu por todos)
• na doutrina da graça resistível (as pessoas podem resistir à graça)
• na doutrina da eleição (todos que estão “em Cristo” são eleitos, mas todos tem a chance de salvação)

Além disso, a maioria dos arminianos crê na possibilidade de perder a salvação.

Cleber.
Um arminiano de 5 pontos.

Anônimo disse...

Caros irmãos,

A máxima corrente no mainstream evangélico: "Deus está no controle" revela que o arminianismo só existe em tese. Na verdade, só existe o calvinismo sendo que o arminianismo, tal como esposado, é apenas uma espécie de "calvinismo moderado".

Paulo
sinergismo-sinergismo.blogspot.com/

Cleber disse...

Paulo,
vc disse que "o arminianismo só existe em tese" pq Deus está no controle. Mas quem disse que uma coisa contradiz a outra?

Como vc bem coloca em teu blog: “O diretor sabe muito do que acontecerá no filme, mas os detalhes concernentes à cenas e aos eventos menores são opções dos atores. Esse é o modelo do mundo no qual o tempo é real, e o futuro tem opções dentro de certos limites definidos divinamente”. (Winkie A.Pratney,in A Natureza e o Caráter de Deus,Ed. Vida, p.41)

O que apresentei não é calvinismo moderado. É arminianismo puro, como defendido por Armínio e Wesley.

Infelizmente muitos não compreendem o arminianismo.

Mas agora eu é que pergunto: no teu blog vc defende o sinergismo. Mas se vc não é arminiano, em que vc acredita? No molinismo?

Cleber disse...

Paulo, só faltou eu agradecer a visita. Fazia tempo que não nos falávamos. Um abraço!

credulo disse...

Cleber, é impossível que ele seja molinista. Digo bem porque eu sou molinista, e porque a primeira geração de arminianos era molinista.

Marcio Mendes disse...

Armínio segue a Teodoro de Beza, a bíblia é maior que o calvinismo e o arminianismo juntos, somados ou elevados à qualquer potência!

Anônimo disse...

CALVINISMOS E ARMININISMO

Há um ponto crucial, que defini realmente que é Calvinista e arminista ou nenhum dos dois, pois toda doutrina tem um princípio como ponto de partida, e no caso destas duas em questão; O ponto de partida é o estudo da ONISCIÊNCIA DE DEUS, apesar de não haver escrito na bíblia esse termo teológico ONI-CIÊNCIA; Ele foi cunhado pela teologia para designar o conhecimento que Deus detém consigo, e onisciência adquiriu com o passar dos séculos o significado de TODO- CONHECIMENTO e esse todo-conhecimento significa que o conhecimento de Deus abrange PASSADO, PRESENTE E FUTURO.
Então o termo passou a significar todo-conhecimento, aí surgiu a questão que houve na mente de estudiosos antigos e de atuais estudiosos, ou seja, a questão é como Deus SABE O QUE VAI ACONTECER, pois o que vai acontecer ainda não existe pois ainda não aconteceu, então como poderia Deus saber antecipadamente o que vai acontecer.
Então essas duas correntes de pensamento divergem no entendimento da Onisciência de Deus, ou seja, elas procuram explicar como Deus pode saber o que vai ACONTECER.

Os Calvinistas creem que Deus sabe o que vai acontecer, justamente porque o próprio Deus PRE-ESTABELECEU o que vai acontecer.
Então com isso o raciocínio dos calvinistas ANULAM o livre-arbítrio humano.
Pois sabemos que todas as ações humanas são resultado de um pensamento pré-estabelecido pelo próprio homem, então se não houver realmente o livre arbítrio, isso significaria que os pensamentos humanos é uma programação pré-estabelecida por Deus, ou seja, o homem somente pensaria naquilo que foi estabelecido por Deus

Os Arminianos creem que Deus sabe o que vai acontecer, devido Deus já ter VISTO tais acontecimentos, então sendo assim logicamente o futuro é algo já existente pois Deus já o viu e sabe como é.
Então neste caso os acontecimento futuros estariam TODOS registrados imutavelmente na mente divina e seria MEMÓRIA, lembrança, ou seja, todo o futuro seria lembrança para Deus e não poderia ser em hipótese alguma modificado, pois não se pode modificar o que já ocorreu, note que Deus não pode retornar ao momento em que Eva pecou, e impedir a Eva de pecar pois neste caso Deus estaria destruindo sua memória e isso significaria que Deus estaria tentando tornar sua memória em esquecimento.
Então a ideia de que Deus conhece o futuro devido já os ter VISTO, então isso acarretaria ter que ANULAR o livre-arbítrio de Deus, ou seja, Deus estaria impossibilitado de tomar alguma decisão, escolha e não poderia em hipótese alguma fazer algo diferente do que está em memória e nem muito menos poderia ter participado em nada da criação.

Então, os Calvinistas em seu ponto de vista é obrigado a ANULAR o livre-arbítrio humano
E os Arministas são obrigados a ANULAREM o livre-arbítrio divino e tirarem sua participação na criação


Isso tudo ocorre devido ambos ensinarem o meio incorreto pelo qual conhece o que vai ACONTECER
Um ensina que é pelo PRÉ-ESTABELECER
Um ensina que é pela PRÉ-VISÃO

E há muito mais absurdos ainda em que ambos os pontos de vista resultam
pois ambos estão errados e resultam em absurdos erros.

Mais entre os dois o Calvinismo seria mais sensato em seus absurdos.

Mas há uma solução para esse impasse e está na doutrina da ONISCIÊNCIA SUBSISTENCIAL.
Que ensina o meio correto em que possibilita Deus conhecer o futuro sem ter que sacrificar o arbítrio-humano e divino

Valdecy Rodrigues da Silva disse...

Pr. Cleber, há uma afirmação sua que diz que tanto o Arminiano como o Calvinista, creem que Deus conhece o futuro exaustivamente.

Porém eu acho que eles devem até crer nisso, mas é possível que seus modos de pensar sejam distintos, ou seja, ambos podem afirmar que Deus conhece exaustivamente o futuro, todavia o meio pelo qual Deus conhece é que deve ser distinto entre eles.
Pois na realidade o futuro é inexistente; e ambas as doutrinas vão procurar um meio de explicar o como Deus faz para saber o que vai ACONTECE.

David Leandro disse...

Excelente artigo. Nota 10!!! Fui plenamente calvinista e estou estudando e entendendo melhor o arminianismo. Estudando melhor por meio da bíblia de bons artigos, tenho concluído a sobriedade do arminianismo, exceto entre aqueles que "batem na tecla" de perder a salvação - algo que ficou em aberto pelos próprios teólogos da remonstrância e ao próprio Armínio.

Anônimo disse...

Apenas um debate e nada mais. Compreendo tanto o Arminianismo como o Calvinisno, e de ambos podemos tirar lição proveitosa para o caminho da salvação. De nada valerá questoes doutrinarias se efetivamente o Espirito Santo não efetuar a mudança no coração humano que é tendencionalmente pecaminoso.

Edilson Macedo

Marcio Araujo Barboza disse...

Mas e eu? Concordo com todos os pontos, mas discordo do 1º (expiação ilimitada) e ainda não me decidi sobre a perda da salvação, sou arminiano apesar de crer na expiação limitada?

Valdemir Pires Moreira disse...

Ótimo artigo meu irmão.

Milton Lima disse...

Concordo plenamente ! Pensei até q havia me tornado um arminiano ou não, quanta indecisão nesse poste realmente arminiano pois só vejo incertezas!