segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Proselitismo Reformado

Proselitismo Reformado

Você já percebeu o proselitismo praticado por muitos blogueiros reformados?

Acho curioso que em vários sites e blogs reformados a maior parte da energia gasta não é evangelizando os perdidos ou edificando os irmãos reformados, mas tentando atrair os pentecostais para a teologia reformada. Nesses blogs encontramos dezenas de críticas a casos problemáticos no meio pentecostal, as quais servem para atrair os desavisados para a teologia reformada.

Normalmente dizem que estão criticando o neo-pentecostalismo, mas na verdade criticam todos os pentecostais, misturando alhos com bugalhos, e tentando atrair todos para a teologia reformada.

O curioso é que citam bizarrices, más interpretações pessoais e acontecimentos infelizes como se fossem regra no pentecostalismo. Isso é tão equivocado quanto confundir o catolicismo popular com o catolicismo oficial (erudito), por exemplo.

O que mais surpreende é que muitos reformados que criticam o pentecostalismo são pessoas que se converteram no meio pentecostal. Alguns inclusive se consideram reformados e continuam congregando em igrejas pentecostais. É curioso que foram evangelizados por pessoas que acreditam na doutrina que agora tanto criticam. Ingratidão é o mínimo que se pode constatar. [Ligando o modo revolta] Pergunto-me porque vemos tão poucos reformados (percentualmente) subindo as favelas, indo nos presídios, ganhando almas, etc... Porque só aparecem na hora de atrair os convertidos para sua teologia tão adorada? [Saindo do modo revolta] Sei que há reformados comprometidos com o evangelismo e com missões, mas me parecem serem poucos se compararmos com o zelo missionário dos pentecostais. Não entendo porque ao invés de nos unirmos na evangelização do Brasil ficam pescando em aquário. Amo meus irmãos reformados, tenho amizade com cristãos reformados, mas essa atitude proselitista de alguns é lamentável.

Também me questiono o quanto esses blogueiros reformados estão envolvidos em evangelismo e discipulado real. Se perguntar quantas almas ganharam no último semestre que resposta teremos? É bom lembrar que converter um pentecostal em reformado não é evangelismo, é proselitismo. Apenas isso. Também me pergunto quantos desses blogueiros reformados gastam tempo discipulando uma vida para que Cristo seja formado nela. E nem vou falar a respeito de oração e outros temas...

Para dar um exemplo do que estou falando vou postar um vídeo que me deixou indignado pela parcialidade. O vídeo abaixo é um exemplo de que alguém que foi pentecostal sem ter sido bem discipulado enquanto era pentecostal, haja visto a mania de grandeza e o desejo de fama que o autor confessa no vídeo.

Um pentecostal não precisa aderir à teologia reformada para evitar bizarrices e manias de grandeza. Basta ser bem discipulado. O discipulado tem faltado em todas as igrejas (pentecostais e reformadas), mas é muito mais sentido no meio pentecostal porque:
1) temos igrejas com pastores sem preparo teológico; e
2) as igrejas com pastores preparados costumam ser grandes o que dificulta que todos sejam bem discipulados (haja visto que discipular não se resume a pregar nos cultos e normalmente se espera que o pastor cuide de todos sozinho o que é impraticável);

O autor do vídeo abaixo chega a citar que ouviu um pregador citando Paulo Coelho o que mostra como o vídeo é manipulador e tendencioso pois não se pode usar um fato isolado como algo representativo de uma corrente religiosa. Ao menos, justiça seja feita, me parece que o autor do vídeo é alguém envolvido em evangelismo na vida real (acho que preservou o zelo missionário dos pentecostais).

http://www.youtube.com/watch?v=1F4ac28E-JE



PS.1: Aqui nesse blog faço críticas à problemas do pentecostalismo sem contudo rejeitar a teologia pentecostal. Defendo a teologia pentecostal em sua quase totalidade, mas nem por isso sou cego aos problemas do pentecostalismo. Por exemplo: critico as profetadas que acontecem no meio pentecostal, mas isso não invalida o dom de profecia e a teologia reformada não é a solução para esse problema. A solução está no discipulado, a começar pelos pastores pentecostais, pois boa parte precisa ser melhor preparada. Não falo apenas de preparo teológico, mas também de ensino prático, de andar junto e ensinar a guardar os mandamentos.

PS.2: Sobre o NEOPENTECOSTALISMO pretendo escrever um post em breve, pois vejo que há muita confusão no uso desse termo. Inclusive alguns dizem que o pentecostalismo está infestado pelo neopentecostalismo, mas cada um entende essa frase de um jeito diferente. Alguns até dizem que apenas as igrejas que mantém os usos e costumes (cabelão, saia, etc) é que são pentecostais genuínos.

PS.3: Nesse blog não faço proselitismo. Esse blog é voltado para pentecostais. E surgiu justamente porque vi muitos pentecostais sendo atraídos por blogs reformados. Amo e respeito meus irmãos reformados. E minha visão é que devemos unir forças para evangelizar o mundo ao invés de ficar se digladiando entre nós.

PS.4: Importante dizer que acima critiquei o vídeo do Jackson, e não a pessoa do Jackson que não conheço pessoalmente.

3 comentários:

Anônimo disse...

CARO IRMÃO. EXISTE UMA DIFERENÇA MONSTRUOSA ENTRE PENTECOSTAL E NEO-PENTECOSTAL o VIDEO ATACA O NEOPENTECOSTALISMO. TODO PENTECOSTAL VERDADEIRO E TOTALMENTE CONTRA O NEO-PENTECOSTALISMO.

JEFF disse...

Percebe-se pela sua visão que o que está em jogo é a concorrência entre Pentecostais X Reformados na conquista de fiéis, você está enganado. Todos os que tem uma visão reformada apenas pensam em levar as pessoas ao Evangelho sem misturas, pois como o vemos em muitas Igrejas está um fiasco. Você pode se autodenominar "Pentecostal" sem problemas, desde que ensine a sã doutrina, pois o que vêmos por aí é: trízimo, terreno no céu, anjos massageadores, bota de Piton, doar aluguel, atos proféticos, me mostre onde Jesus ensinou isto ?

Thiago Fidelis disse...

Paz do Senhor, Jeff!
Percebe-se por sua visão que o texto não foi minimamente compreendido. A saber, o blog Confraria Pentecostal não apoia os modismos pseudopentecostais que o irmão citou. Sugiro que leia novamente o texto acima, confirmando que seu autor tentou levar um Evangelho sem misturas, posição esta defendida por você. Não me leve a mal, mas o irmão deveria pôr em prática os conceitos de interpretação textual e encadeamento lógico, bem como manisfestar o amor (I Co 14:1), julgando outrem pela reta justiça, não segundo as aparências (Jo 7:24). Ainda zelando pela união dos irmãos, sugiro que, ao detectar um provável erro, sejamos longânimos (leia-se pacientes), suportando uns aos outros (cf. Gl 5:22-3; Ef 4:2). Isso sim Jesus ensinou!

Em Cristo,
Thiago, pentecostal.