Não fui reformado! Fui transformado por Deus!

Nesse blog não fazemos proselitismo. Esse é um blog pentecostal voltado para pentecostais.
Veja na Bíblia os 5 PONTOS DO ARMINIANISMO. E veja aqui mais itens sobre Arminianismo.

terça-feira, 8 de abril de 2014

Heresias Reformadas e Pentecostais

HERESIAS REFORMADAS E PENTECOSTAIS


É comum ouvirmos críticas contras as heresias e bobagens que se disseminam no meio pentecostal. Mas essa avalanche de críticas dá a falsa ilusão de que o 'meio reformado' é livre de tais mazelas.

Concordo que há muitos ventos de doutrina circulando em arraiais pentecostais. E como os pentecostais tem maior visibilidade (somos mais numerosos e ocupamos muitos espaços na TV) é mais fácil detectar as bobagens que rondam o pentecostalismo.

Em razão dessas mazelas visíveis hoje temos muitos jovens pentecostais abraçando a "fé reformada" numa tentativa de se distanciar das práticas e ensinos bizarros.

Porém, o que raramente se fala é que há muitas heresias e bobagens no meio reformado também. Só que são de outro tipo. E como os reformados são menos numerosos e tem menor presença na mídia os jovens custam a perceber essas mazelas. Os jovens pentecostais acabam seduzidos pela erudição reformada, que tira a atenção das mazelas existentes nesse meio.

E por fim, não poderia deixar de comentar que os blogs apologéticos são na maioria mantidos por cristãos reformados (inclusive pentecostais que abraçaram o calvinismo). Logo, as críticas nesses blogs voltam-se aos problemas do pentecostalismo e quase nada se fala sobre mazelas do meio reformado.

E vale dizer ainda que boa parte dos reformados tem abraçado a Teologia da Missão Integral (politicamente de esquerda) o que faz com que nutram um verdadeiro ódio pela Teologia da Prosperidade (politicamente inclinada à direita) que se espalhou no pentecostalismo.

[Obs.: Não curto nem a TMI e nem a TdP. Creio na TEOLOGIA DA MORDOMIA - SOMOS MORDOMOS! http://jesusamavoce.wordpress.com/2012/12/14/pobreza-prosperidade-e-o-caminho-do-vencedor-pr-aluizio-a-silva/ ]

Mas vamos retornar à questão dos ventos de doutrina. Observe que os pentecostais e reformados são inclinados a tipos diferentes de heresias:
  • Um pentecostal tende a se inclinar a modismos ligados ao Espírito Santo, Batalha Espiritual, Prosperidade, etc.
  • Um reformado tende a se inclinar a desvios mais ligados à erudição: Liberalismo Teológico, Tradicionalismo, Hipercalvinismo, Progressismo (em vez de Conservadorismo), Academicismo (anulando a oração), etc.

DETALHANDO AS MAZELAS REFORMADAS
Há centenas de pastores reformados que são liberais na teologia, duvidam do céu e inferno, duvidam dos milagres bíblicos, alguns apóiam bandeiras como aborto e casamento gay na igreja, ecumenismo (todos os caminhos levam a Deus), ordenação de pastores gays, outros são maçons, etc.
Por que citei esses casos?
Não me alegro em ver pessoas enveredando pelo caminho das heresias. Os casos que listei acima são públicos e conhecidos, e servem apenas para exemplificar o que estou afirmando aqui: pentecostais e reformados são inclinados a tipos diferentes de heresias.

Um ponto em comum que afeta pentecostais e reformados são os pastores-celebridade. Nesse ponto vemos que a fama é um tema delicado. Temos bons e maus exemplos de pregadores famososos tanto no meio pentecostal quanto no meio reformado. O caso do Driscoll mostra que nem todos conseguem lidar bem com a fama ou pelo menos não estão preparados pra ela.

Meu objetivo com esse post não é criar divisão. O corpo de Cristo é um só. O intuito aqui é mostrar que ambos (reformados e pentecostais) precisamos trilhar o caminho da humildade: "Quem está em pé cuide para que não caia".

É ingênuo pensar que apenas pentecostais tem mazelas a combater.
Todos precisamos estar vigilantes. Sem exceção.

2 comentários:

Kim Correia disse...

Heresia está na cabeça dos líderes, e de uns poucos com conhecimento bíblico ou teológico. Poucos membros comuns se preocupam, ou tem noção do perigo das heresias. Como "presbicostal" (já frequentei os dois lados), como diria Eugene Petersen, o que vejo são problemas morais, não teológicos: em geral,legalismo ou filosofia da prosperidade entre pentecostais; e mundanismo e acomodação entre os reformados. E ponto.

Anônimo disse...

Infelizmente o artigo dirigi-se de forma geral as heresias que segundo você foram acolhidas tanto do lado pentecostal: ( Um pentecostal tende a se inclinar a modismos ligados ao Espírito Santo, Batalha Espiritual, Prosperidade, etc.); como no lado Reformado :(Um reformado tende a se inclinar a desvios mais ligados à erudição: Liberalismo Teológico, Tradicionalismo, Hipercalvinismo, Progressismo (em vez de Conservadorismo), Academicismo (anulando a oração), etc.)Porém, do lado Reformado essas heresias do lado reformado se acontecem nos desdobramentos (Um reformado tende a se inclinar a desvios mais ligados à erudição: Liberalismo Teológico, Tradicionalismo, Hipercalvinismo, Progressismo (em vez de Conservadorismo), Academicismo (anulando a oração), etc.); em contra-partida as heresias citadas do lado pentecostal são vistas na origem:

O surgimento do movimento pentecostal geralmente é datado de 1906, ano em que William Joseph Seymour, um pregador afro-americano, iniciou reuniões num barracão na Rua Azuza, número 312, em Los Angeles, EUA. Nessas reuniões, a ênfase era a busca do batismo com o Espírito Santo, o que Seymour cria ser uma experiência mística pós-conversão, acompanhada pelo falar em línguas.

Ora, a Bíblia ensina que o batismo do Espírito Santo é dado a todos os crentes, sem que eles precisem se esforçar para obtê-lo (1Co 12.13; Gl 3.2). Também ensina que isso ocorre no momento da conversão (Ef 1.13), sem nenhuma necessidade de ser evidenciado pelo dom de línguas, já que, na Igreja Primitiva, esse dom era dado somente a alguns (1Co 12.30).

Por isso, testemunhas oculares relataram que, na Rua Azuza, as pessoas passavam dias e noites gritando, chorando, gemendo, uivando, pulando, girando e se contorcendo, enquanto clamavam pela "bênção". Já os que eram "batizados" balbuciavam o que criam ser línguas estranhas e, em êxtase, caíam no chão onde ficavam rolando ou se sacudindo, numa manifestação frenética de loucura total. Outros, ainda, desmaiavam e ficavam deitados por horas a fio, inertes como se estivessem mortos.

Tudo isso, pensavam, era necessário e valia a pena, pois o batismo do Espírito Santo, uma vez recebido, elevaria o crente a um novo e mais rico patamar espiritual, tornando-o participante de uma elite de homens santos e fazendo-o desfrutar de uma vida repleta de experiências poderosas e arrebatadoras com Deus.


Fontes :>>> http://confraria-pentecostal.blogspot.com.br/2014/04/heresias-reformadas-e-pentecostais.html

>>>http://igrejaredencao.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1083:o-pentecostalismo-e-seus-danos-a-igreja-de-deus-parte-1&catid=17:pastoral&Itemid=114#.VvmKa9IrJH1

>>>https://pt.wikipedia.org/wiki/Pentecostalismo

Recomendado pra você : Conferência Fogo Estranho

Graça e Paz,que Deus te salve, amém.