Não fui reformado! Fui transformado por Deus!

Nesse blog não fazemos proselitismo. Esse é um blog pentecostal voltado para pentecostais.
Veja na Bíblia os 5 PONTOS DO ARMINIANISMO. E veja aqui mais itens sobre Arminianismo.

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Não me odeie porque sou arminiano!

Não me odeie porque sou arminiano!
Um excelente e ponderado texto destacando o fato principal de que somos todos irmãos em Cristo.

http://www.arminianismo.com/index.php?Itemid=28&id=917&option=com_content&task=view

Embora eu discorde do calvinismo, amo meus irmãos calvinistas!

3 comentários:

Clóvis disse...

Eu não odeio os arminianos, nem os amo menos por serem arminianos. Como pentecostal e calvinista, às vezes sou visto com estranheza por uns e outros, mas sei conviver bem tanto com anti-pentecostal e anti-calvinistas.

Também não odeio Roger Olson. Porém seu pedido parece meio estranho, vindo de alguém que disse:

"O Deus do Calvinismo me assusta; Não estou certo sobre como distingui-lo do diabo. Se você está sob a influência do calvinismo, pense nas suas ramificações sobre o caráter de Deus."

Cleber disse...

Obrigado pela visita mano!

Achei a frase do Roger bem sincera e ao mesmo tempo respeitosa...
Ele não diz que os calvinistas servem ao diabo ou coisa assim, mas que o Deus ditador que o calvinismo pinta é assustador.

Tbm vejo na Bíblia um Deus mais amoroso do que o pregado pelo calvinismo.

Acho que ele quis fazer um alerta.

Pr Cleber.

aloinio design disse...

Olá meu irmão,acho muito importante esse blog.
julgar a pregação e alertar contra as falsas doutrinas foi um dos escudos principais dos militantes santos da antiga igreja, e acredito que hoje não é diferente, pois a propria palavra nos estimula a isso, "devemos julgar a pregação (ICo 14:29)", "Julgar os que pregam falsos Cristos, e falsos espíritos (II Co 11:14).
portanto temos numa mesa dois ingredientes que tem causado uma certa indigestão à muitos, que se recusam a reconhecer a pluralidade de tentativas que bíblia expressa de maneiras intimas ao nosso ponto de vista. Ja parou para pensar se se Calvino fosse Arminiano e Arminio fosse calvinista, acima das denominações devemos escolher nesse banquete o alimento que não produz indijestão, pois somente com a perfeita e antiga combinação, que é o feijão com o aroz ou espírito e palavra podemos dicernir confiadamente as verdades em relação a graça especial e especifica de Deus.

(Jo 15:16) não fostes vós que me escolhestes a mim, pelo contrario eu vos escolhi.