Não fui reformado! Fui transformado por Deus!

Nesse blog não fazemos proselitismo. Esse é um blog pentecostal voltado para pentecostais.
Veja na Bíblia os 5 PONTOS DO ARMINIANISMO. E veja aqui mais itens sobre Arminianismo.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Cristãos devem defender Leis Cristãs

Cristãos devem defender Leis Cristãs
(Texto inspiado em William Willbeforce)




3 comentários:

Anônimo disse...

Caro Sr. Cleber, só porque julga que a visão cristã é a correta, só porque acredita e valoriza sua fé, não significa que o resto da nação seja obrigada a pensar da mesma forma. Em relação aos homossexuais, por exemplo, é um absurdo dizer que o 'casamento gay' deva ser proibido simplesmente porque os cristãos acham que isso é pecado/errado ou que traga algum prejuízo (argumento, aliás, totalmente desprovido de embasamento científico). Não vejo isso como algo realmente cristão, parece-me mais uma postura ditatorial, fascista, que impõe a todos um modo de ver a realidade. Uma forma cruel de exercer poder. É justamente essa postura assumida por fundamentalistas religiosos que provocou, ao longo dos séculos, tanto derramamento de sangue. Boa parte da população não é cristã: como eles ficam nessa sua visão de 'governo cristão'? E quanto aos umbandistas? Os evangélicos têm verdadeira aversão à Umbanda. Como os representantes dessa religião ficariam, nessa forma de governo que o senhor propõe?
Antes de defendermos aquilo que acreditamos, Sr. Cleber, devemos defender sempre a laicidade do Estado e a consequente igualdade de direitos civis. Igualdade de direitos, a meu ver, está acima do que o sr. ou eu acreditamos como certo/errado. Igualdade é algo inquestionável. E essa é, de fato, uma forma genuinamente cristã de pensar.

Cleber disse...

Caro Anônimo,
meu enfoque maior ao escrever esse artigo é defender leis pró-família e pró-vida.

Mas veja: num governo com leis cristãs (isto é, baseadas nos ensinos de Cristo) todas as religiões seriam respeitadas.
Um governo cristão não combina com intolerância religiosa.
No evangelho não existe perseguição religiosa e nem conversão forçada.

Contudo, em qualquer pais há necessidade de leis que limitem os maus comportamentos humanos.

É preciso punir assassinatos (inclusive o aborto), o roubo (inclusive estelionato feito por falsos pastores), estupros, pedofilia, etc.

E é preciso coibir tudo que fira a dignidade humana (homossexualismo, prostituição...).
Veja que eu disse que é preciso coibir e não proibir.

Uma pessoa é livre para ser homossexual, mas não espere que a sociedade julgue isso normal.
Uma pessoa é livre para ser prostituta, mas não espere que a sociedade julgue essa profissão igual às outras.

Devido à falta de referencial moral em breve a pedofilia vai ser aceita como mais uma forma de amor.
Como cristão defenderei leis que protegam as crianças inocentes.

Pr Cleber.

Julio disse...

Eu penso que quando nos orientamos pela Bíblia que é a revelação de Deus para os homens, não podemos compactuar com certos tipos de práticas como o homosexualismo, aborto, pedofilia, pornografia,corrupção,etc, pois são totalmente contrárias a palavra de Deus.Um cristão conhecedor da palavra jamais irá se submeter à essas iniquidades,e não deve se calar !!!Devemos nos conscientizar nessas eleições à votar em pessoas que defendam valores cristãos pois à muitas leis tramitando no congresso nacional à favor da desmoralização da família e da igreja.Concordo com o pensamento do irmão e creio que seja extremamente importante que artigos como o seu sejam publicados.Que Deus nos abençõe e nos oriente para escolhermos representantes certos !!