Não fui reformado! Fui transformado por Deus!

Nesse blog não fazemos proselitismo. Esse é um blog pentecostal voltado para pentecostais.
Veja na Bíblia os 5 PONTOS DO ARMINIANISMO. E veja aqui mais itens sobre Arminianismo.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Arrependimento Genuíno

ARREPENDIMENTO GENUÍNO
Marcos 1:15 "O Reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creiam nas boas novas!" 

FALSOS CONCEITOS SOBRE ARREPENDIMENTO:
a. Não é convicção de pecados. (Atos 24.24-25). A convicção precede o arrependimento, mas nem todos os que são convictos se arrependem (Judas).
b. Não é a tristeza do mundo (II Coríntios 7.10). A tristeza do mundo simplesmente é tristeza “por ter sido pego”, mas não é arrependimento pelo crime cometido.
c. Não é reformar-se. Reformar-se é mudar de vida. Arrependimento genuíno é mudar de atitude pela tristeza de ter ofendido a Deus com nosso pecado.
d. Não é ser religioso. Os fariseus nos dias de Cristo eram extremamente religiosos, no entanto eram hipócritas. Nunca experimentaram o arrependimento, antes, crucificaram a Jesus (Mateus 5.20; Mateus 3.7-12).
e. Não é só crendice ou fé mental. Fé mental é apenas uma aceitação mental e um reconhecimento de um conjunto de credos ou doutrinas, mas sem uma mudança de vida (Tiago 2.19-20).

CONCEITOS CORRETOS SOBRE ARREPENDIMENTO:
1 - Arrependimento é mudança de atitude (Marcos 1:14-15).
Atitude anterior: rebelião, independência > faço o que me dá na cabeça.
Atitude nova: submissão > dependência > estou sujeito a Cristo e Sua Palavra em tudo.

2 - Arrependimento é mudança de reino (Colossenses 1:13).
Situação anterior: Império das trevas > Vivo segundo o curso deste mundo e as paixões da carne > Miséria, tristeza, falsidade, sensualidade, briga, idolatria, lascívia, vícios, vingança, ódio, angústia, revolta, culpa.
Situação Nova: Reino da luz, reino do Filho do Seu amor > Vivo de acordo com Sua palavra e a Sua Vontade > Paz interior, prosperidade, liberdade, amor, perdão, amizade, pureza, alegria.

3 - Arrependimento é não ter mais prazer no pecado:
Situação Anterior: Natureza pecaminosa > Insensibilidade > Prazer no pecado > Vontade de continuar.
Situação Nova: Natureza recriada > Sensibilidade > Tristeza segundo Deus > Desejo por mudança > Vontade de vencer.

Os frutos do arrependimento evidenciam-se em:
a. Tristeza segundo Deus pelo pecado (II Coríntios 7.9-11)
b. Confissão de pecado (Salmo 32.1-5; I João 1.9)
c. Renúncia do pecado (Provérbios 28.13)
d. Ódio ao Pecado (Ezequiel 36.31-33)

O fruto envolve restituição quando for possível. (Levíticos 6.1-7; Lucas 19.8). Sem a manifestação destes frutos, não há arrependimento bíblico genuíno.

Nenhum comentário: