Não fui reformado! Fui transformado por Deus!

Nesse blog não fazemos proselitismo. Esse é um blog pentecostal voltado para pentecostais.
Veja na Bíblia os 5 PONTOS DO ARMINIANISMO. E veja aqui mais itens sobre Arminianismo.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Padrões Litúrgicos

Como os críticos gostam de descrever os acontecimentos nos cultos pentecostais! Como se regozijam de se referir à maneira de eles tremerem, clamarem, dançarem, caírem e, então, dirigindo-se ao interessado perguntar seriamente: “isso tem alguma coisa em comum com o relato calmo e solene das Escrituras?”. O interessado, se for um verdadeiro estudante das Escrituras, pode retrucar: "A qual relato calmo e solene das Escrituras se refere? Ao relato do Pentecostes, quando as manifestações extraordinárias e barulhentas levaram os zombadores a dizerem: “Estão embriagados?” Ou refere-se a história da cura do coxo, que deu “um salto, pôs-se em pé e, começou a andar; e entrou no templo, andando, saltando e louvando a Deus?” Ao relato em Atos 4, onde os discípulos “levantaram unanimemente a voz?” A Saulo que caiu sob o poder de Deus? Ao regozijo e louvor a Deus em alta voz da multidão na entrada triunfal, o qual o Senhor Jesus apoiou, dizendo: “Declaro-vos que, se estes se calarem, as pedras clamarão"?

Carl Brumback no livro “Que Quer Isto Dizer? (O S. Boyer, 1960)

3 comentários:

Anônimo disse...

Concordo! Liturgia, aliás, é algo bastante cultural. E cultura, quando não fere os princípios do evangelho, deve ser respeitada.
Quando leio a Bíblia, os encontros eram "barulhentos" (leiam os salmos ou vejam os cristãos orando em Atos4). Barulhentos, mas não caos descontrolado.
Nas sinagogas já parece algo mais "sereno". Mas era sem vida, tanto que quando Jesus aparecia era um "escândalo", pois doentes eram curados, endemoninhados libertos, a palavra pregada com poder e autoridade!
O culto no NT está mais para pentecostal do que para reformado!
Mas respeito a cultura, respeito a época!
Na Alemanha, frequentei varios cultos pentecostais, que eram mais "calminhos" que o da igreja batista histórica que frequento no Brasil.
Reclamei para o meu amigo pentecostal alemão, que o culto era um sonífero... Ele não gostou muito da minha prepotência, mas respondeu, que deveria ir para a Suecia. Lá o culto pentecostal seria extremamente reverente.
Aprendi: respeitem a cultura do adorador!
Um grande abraço,
Matias

Cleber disse...

É muito legal isso!
Um amigo já tinha me comentado coisas desse tipo...

Cleber disse...

Estou viajando...
Mas tento acessar qdo possível...