segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Glórias ao Autor da Minha Fé!!

Glórias ao Autor da Minha Fé!!

- Deus é o Autor da Salvação!!
- A salvação parte de Deus e não do homem.
- A fé é um dom de Deus.
- Deus muda o coração das pessoas!
- O homem NÃO pode converter a si mesmo!


Essas frases são afirmações bíblicas pregadas com veemência pelo arminianismo.

Sabemos que:
-Se Deus não enviasse Jesus para morrer em nosso lugar ninguém seria salvo.
-Se Deus não enviasse o Espírito Santo para convencer o mundo do pecado ninguém seria salvo.


Sem ação do Espírito Santo ninguém jamais conseguiria crer em Jesus. Ele convence a pessoa do pecado, da justiça e do juízo fazendo a pessoa entender o evangelho e sua situação de perdição (Jo 16.8). Cabe à pessoa aceitar ou rejeitar esse chamado. A aceitação dessa mensagem chama-se fé. A pessoa passa a crer na verdade.É isso que o arminianismo prega!

Deus não impõe a fé. Ele chama o pecador dando-lhe a oportunidade de ser salvo!
Isso é óbvio poque a Bíblia diz que Deus "quer que todos os homens se salvem" (1Tm:2:4), mas também diz que muitos perecerão (Mt:7:13,14,23).

Deus quer dar a fé a todos. Mas nem todos aceitam a fé. Essa possibilidade de responder ao chamado de Deus foi denominada pelos teólogos de livre-arbítrio.

O livre-arbítrio não é uma capacidade inata de escolher a salvação sem o Espírito Santo, mas é justamente a liberdade de responder ao chamado de Deus. Os críticos normalmente imaginam que livre-arbítrio é a possibilidade de arrepender-se e crer sem ação do Espírito Santo. Mas não é isso.

O curioso é que os calvinistas alegam que a pessoa resiste à graça até que um dia não consegue resistir mais e aceita a fé (Graça Invencível). Esse ato de resistir ou aceitar a graça é justamente o que arminianos chamam de livre-arbítrio. Ou seja, os calvinistas também crêem em livre-arbítrio, só não admitem isso. A diferença na verdade é que os calvinistas dizem que o Espírito Santo atua apenas nos eleitos e os arminianos afirmam que Ele atua em todos.

Alguns questionam qual versículo bíblico fala sobre o livre-arbítrio. Pode-se usar os mesmos versículos que os calvinistas usam para dizer que a pessoa pode resistir à graça. Eles dizem que a resistência só pode ser temporária, mas a Bíblia mostra vários casos de resistência definitiva. At:7:51: Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais.
Mt:23:37: Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste!

Diversos versículos trazem o conceito do livre-arbítrio.
Na Bíblia vemos muitos convites de Deus para que os homens se arrependam e para que façam sua escolha.
Dt:30:19: Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas
Isaías 55:7: Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos; volte-se ao Senhor, que se compadecerá dele; e para o nosso Deus, porque é generoso em perdoar.
Isaías 1:18-19: Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã. Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.
Heb:2:3: Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram;

É óbvio que o homem NÃO pode buscar a Deus por si mesmo! O que acontece nos versos acima é que Deus chama o pecador ao arrependimento e cabe a ele responder ao chamado divino.

Além disso, reflitamos:
1) Se Deus queria salvar apenas alguns nos tempos do dilúvio porque Seu Espírito agiu no coração de todos os homens?
Gn:6:3: Então disse o SENHOR: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem;
(A economia divina pregada pelo calvinismo diz que o Espírito age apenas no coração dos eleitos).

2) Se Jesus queria salvar apenas alguns porque Ele disse: "quantas vezes eu quis salvá-los, mas vocês não quiseram!"? Mt:23:37: Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste!

3) Se hoje Deus quisesse salvar apenas alguns porque Seu Espírito agiria no coração de todos?João:16:8: E, quando ele vier, convencerá O MUNDO do pecado, e da justiça e do juízo.

Se Deus quer salvar a todos, mas nem todos são salvos, é evidente que existe uma participação humana no processo de salvação. Tudo isso torna óbvio o fato de que o homem tem a responsabilidade de responder ao chamado de Deus. Essa responsabilidade chamamos de livre-arbítrio.

É claro que o termo "livre-arbítrio" não se encontra na Bíblia, assim como não encontramos os termos "Trindade", "livre-agência", etc.Mas o conceito do "livre-arbítrio" permeia toda a Bíblia.

Os calvinistas moderados admitem que o homem tem liberdade de fazer escolhas. Chamam isso de "livre-agência". Esse termo "livre-agência" também não se acha na Bíblia, mas é revelado em diversos versículos bíblicos.

São constatações óbvias.

9 comentários:

(-V-) disse...

Cleber,

A fé é um dom de Deus.
“Cabe à pessoa aceitar ou rejeitar esse chamado. A aceitação dessa mensagem chama-se fé.”
Deus não impõe a fé.


Não entendo. Afinal a fé é um dom de Deus ou um fruto de uma decisão humana?
E se é um dom, ele pode ser recusado?

E, assim, todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador e ele apartará de Jacó as impiedades. Esta é a minha aliança com eles, quando eu tirar os seus pecados. Quanto ao evangelho, são eles inimigos por vossa causa; quanto, porém, à eleição, amados por causa dos patriarcas; porque os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis. (Romanos 11: 26-29)

E se é uma decisão humana, então no fim a única diferença entre uma pessoa que vai para o inferno e uma vai que vai pro céu é a decisão desta. Ou seja, em última instância a você vai pro céu porque você fez uma escolha melhor que a outra pessoa.

Ele chama o pecador dando-lhe a oportunidade de ser salvo!
Você poderia dar texto bíblico corrobora com a idéia de “oportunidade de salvação”. De que a obra de Cristo não foi perfeita em seu alcance?

E após, por favor, interprete o textos abaixo, reparando que nenhum deles coloca a idéia de possibilidade, mas, sim, a idéia de concretizado.

E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. (Mateus 1: 21)

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. (Romanos 8: 28, 29)

Decisionismo
Uma coisa que realmente me incomoda em tudo isso é que a salvação transformou-se em uma mera decisão humana. Contudo, a salvação pertence ao Senhor (Jn 2: 9) e é uma obra sobrenatural do Espírito Santo ao dar um novo coração e um novo espírito a pessoa:
Então EU aspergirei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundícias e de todos os vossos ídolos vos purificarei. E EU dar-vos-ei um coração novo, e EU porei dentro de vós um espírito novo; e EU tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos EU darei um coração de carne. E EU porei dentro de vós o meu Espírito, e EU farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis. E habitareis na terra que eu dei a vossos pais e vós sereis o meu povo, e EU serei o vosso Deus. E EU livrar-vos-ei de todas as vossas imundícias; e EU chamarei o trigo, e o multiplicarei, e não trarei fome sobre vós. E EU multiplicarei o fruto das árvores, e a novidade do campo, para que nunca mais recebais o opróbrio da fome entre os gentios. Então vos lembrareis dos vossos maus caminhos, e dos vossos feitos, que não foram bons; e tereis nojo em vós mesmos das vossas iniqüidades e das vossas abominações. Não é por amor de vós que EU faço isto, diz o Senhor DEUS; notório vos seja; envergonhai-vos, e confundi-vos por causa dos vossos caminhos, ó casa de Israel.
(Ezequiel 36: 24-38; EU acrescido)

E é uma obra realizada por Deus e sustentada por Ele:

E eles serão o meu povo, e EU serei o seu Deus; E EU lhes darei um mesmo coração, e um só caminho, para que me temam todos os dias, para seu bem, e o bem de seus filhos, depois deles. E EU farei com eles uma aliança eterna de não me desviar de fazer-lhes o bem; e EU porei o meu temor nos seus corações, para que nunca se apartem de mim. E EU alegrar-me-ei deles, fazendo-lhes bem; e EU plantá-los-ei nesta terra firmemente, com todo o meu coração e com toda a minha alma. (Jeremias 32: 38-41; EU acrescido)

Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar, e apresentar-vos irrepreensíveis, com alegria, perante a sua glória, ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém. (Judas 24, 25)

De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor; Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade. (Filipenses 2: 13,14)

Eu estou já cansado desse deciosinismo anti-bíblico que permeia a igreja brasileira. A ordem bíblica e o comando de deus é que todos os homens se arrependam e creiam no Evangelho e não façam uma mera decisão por Cristo orando uma oraçãozinha que vai levar cinco minutinhos. A salvação é pela graça e você não pode fazer nada para merecê-la, mas ele nos custará TUDO!

Voltemos ao Evangelho,
Vini

Obs: depois com mais tempo respondo ao versículos que você colocou.

Cleber disse...

Vini,
dom é um presente.
Quando te dão um presente vc é obrigado a aceitar?

Sim mano, cada um faz a escolha.
Tem gente que não quer ir pro céu e diz isso com todas as letras.
É a escolha da pessoa.
Não precisamos ser soberbos pq somos salvos, pq fizemos a escolha certa.
A vida aqui é justamente pra definir quem quer ir pro céu e quem não quer.

Vini, lembra q predestinação é "dos que dantes conheceu". Deus sabia quem iria crer.

Vini, vamos ser práticos: creio q vc evangeliza. Quando vc evangeliza vc não convida o pecador a tomar uma decisão?
Ou vc diz apenas: se Deus quiser vc será salvo um dia.

Os calvinistas criticam tanto o apelo, mas não percebem que todo evangelismo apela para a decisão das pessoas.
Mesmo o sermão do Edwards apelava para a decisão das pessoas.

É uma obra de Deus no coração da pessoa, mas todos apelamos para a decisão humana.
Os calvinistas falam que até o eleito pode resistir por um tempo... novamente taí a decisão humana - decidindo resistir.

Quando falo em decisão por Jesus não falo de uma oraçãozinha que vai levar cinco minutinhos.
Falo de conversão mesmo.

Sabe mano, os calvinistas malham o Finney por ter inventado o método do apelo.
Mas vc sabia que nas igrejas q ele plantou 80% das pessoas perseveravam na fé até o fim?
Uma permanência bem alta comparada com outros pregadores (calvinistas inclusive).

(-V-) disse...

Cleber,

Vini,
dom é um presente.
Quando te dão um presente vc é obrigado a aceitar?

Explique-me Romanos 11 então. Romanos 3 também. Não há ninguém que busque a Deus. Todos são inimigos ativos de Deus antes da conversão. E você acha que conversão é uma mera decisão racional de uma pessoa que odeia a Deus com toda sua força?

Vini, vamos ser práticos: creio q vc evangeliza. Quando vc evangeliza vc não convida o pecador a tomar uma decisão?
Ou vc diz apenas: se Deus quiser vc será salvo um dia.

O termo evangelístico correto é “arrependa-se e creia no evangelho”. Pelo menos foi assim que Jesus, Pedro e Paulo evangelizaram. E é assim que creio que devemos evangelizar. Mas devemos saber que quando pregamos somos como Ezequiel diante do vale de ossos secos: se o Espírito não soprar (e por soprar entenda-se nascer de novo) de nada adiantará milhares de palavras repletas de verdade, paixão e sabedoria,
O decisionismo gerou tantos males quantos falsos convertidos.

Vini, lembra q predestinação é "dos que dantes conheceu". Deus sabia quem iria crer.
Isso é interpretação arminiana para encaixar o texto, porque ele não afirma isso claramente. Mas ainda assim o texto afirma a perseverança de Deus em salvar seus conhecidos e predestinados.

É uma obra de Deus no coração da pessoa, mas todos apelamos para a decisão humana.
Então você concorda que a regeneração é antes da conversão?
Seria o primeiro arminiano a afirmar isso.

Livre-Arbítrio
Não existe “livre”-arbítrio. Existe arbítrio ou escolha. E isso calvinistas não negam. A questão é que uma escolha nunca é algo livre. Você escolhe algo por motivos e interesses e vontades. Ninguém pode escolher fora do ser. Você escolhe o que você é. Assim como uma árvore má não dá bom fruto e uma árvore boa não dá má fruto (palavras de Jesus). Então, novamente:
Não há ninguém que busque a Deus. Todos são inimigos ativos de Deus antes da conversão. E você acha que conversão é uma mera decisão racional de uma pessoa que odeia a Deus com toda sua força?

Quando falo em decisão por Jesus não falo de uma oraçãozinha que vai levar cinco minutinhos.
Falo de conversão mesmo.

E o que é conversão mesmo para um arminiano?

Sabe mano, os calvinistas malham o Finney por ter inventado o método do apelo.
Não, meu caro, nós malhamos Finney por negar a expiação!!! E qualquer que nega a expiação, desculpe-me, mas para mim é um herege. E para você é o que? Aliás, se você nega a expiação então não posso te chamar de irmão. Além do mais, se os 80% que permaneceram não criam na expiação encontram-se no inferno. Ademais, será que este alto índice de permanência comprova a teologia dele? Cristo perdeu muitos “discípulos”.
Sugiro que leia este artigo
http://gqlgeracaoquelamba.blogspot.com/2007/10/finney-vilo-ou-heri.html

Versículos
Você ainda não me explicou numa ótica “arminiana” os versículos supracitados no comentário anterior.

Abraços,
Vini

Cleber disse...

Vini,
eu converso buscando concilicar posições.
Muita coisa que vc falou é exatamente o que estou dizendo, apenas usando outras palavras.
Não leve como errado tudo que digo... temos muito mais concordância do que discordâncias.

Veja:
Tenho certeza q vc concorda que ninguém é obrigado a aceitar um presente.

Aí vc perguntou: "você acha que conversão é uma mera decisão racional de uma pessoa que odeia a Deus com toda sua força?"

Claro que não!
Já falei N vezes que toda conversão é uma resposta ao chamado do Espírito Santo.
Vc tá tão acostumado a ver o arminianismo de outra forma que nem entende o que digo. Tenta entender...vai... ;-)

De fato não há ninguém que busque a Deus. Mas Deus busca nos resgatar. A gente só responde ao chamado.

Calvinistas e arminianos dizem: “arrependa-se e creia no evangelho”.
Muito bem! É isso mesmo!

Ou seja, ambos apelam para que a pessoa decida arrepender-se.
Isso significa que a pessoa vai responder sem ação do Espírito?
Claro que não!
Acontece que quando evangelizamos estamos sendo instrumentos de Deus para conversão da pessoa.
O Espírito age no coração da pessoa eqto evangelizamos e a pessoa aceita/rejeita o chamado!
É algo tremendo.
1Cor:3:9: somos cooperadores de Deus

E claro: se o evangelista for uma pessoa de oração verá mais respostas no evangelismo pq o Espírito agirá ainda mais poderosamente!

Mano, diria q a conversão e regeneração ocorrem juntas.
Mas acho uma perda de tempo discutir isso. Não muda nada a forma como se evangeliza. É como discutir o sexo dos anjos.

O q defendo apenas é que qdo Deus chama a pessoa pode render-se ou resistir.
Isso chamo de livre-arbítrio. O calvinismo admite essa capacidade de resistir, mas chama de servo-arbítrio pq alega que a graça vencerá no final.

As escolhas corriqueiras o calvinismo chama de livre-agência. É diferente do livre-arbítrio, pois esse refere-se à salvação.

Conversão pra um arminiano é o mesmo que é para um calvinista: mudança de vida...

Sobre Finney sei q afirmam que ele nega a expiação. Mas tbm já vi várias críticas calvinistas tbm ao método dele. Calvinistas costumam criticar muita

coisa...

Engraçado: primeiro vc critica as pessoas q fazem oraçãozinha e não permanecem
aí se falo da permanência vc fala que Cristo perdeu muitos “discípulos”.

Mano, nem todo mundo que faz a oração do pecador se converteu de fato. Isso é óbvio.
Mas o alvo de um evangelista é que as almas que ele ganha permaneçam firmes em Cristo.
Claro que vamos perder pessoas por falar a verdade, mas não é objetivo perder as pessoas e sim vê-las crescendo.

Mano, eu concordo que a salvação é uma obra realizada por Deus e sustentada por Ele.
Concordo totalmente com os versos que vc citou.
Esses versos falam do que Deus quer fazer em nós, mas os próprios calvinistas admitem que o homem pode resistir...

PS: Mano, infelizmente não consigo postar no teu blog e no blog do Clóvis. Será que não há mais pessoas com esse problema? só eu?

PS2: Eu discordo do pelagianismo e do hiper-calvinismo, mas são meus irmãos em Cristo sem dúvidas.

Clóvis disse...

Pr. Cleber,

Se me permite, gostaria apenas de lhe fazer algumas perguntas, para entender melhor alguns pontos e ver até que ponto a corda está tensionada em suas declarações.

Fique à vontade, caso não queira responder.

1) Tendo em vista que o irmão tanto disse "Deus é o Autor da Salvação!!" como afirmou "é evidente que existe uma participação humana no processo de salvação", pergunto: Deus é o autor ou o co-autor da salvação?

2) O irmão corretamente afirmou "A fé é um dom de Deus", porém ressalvou que cabe ao homem aceitar ou rejeitar essa fé. Pergunto: essa rejeição da fé ocorre antes ou depois da mudança efetuada por Deus no coração do homem (vide pergunta seguinte)?

3) Considerando que o irmão não explicou o sentido de "Deus muda o coração das pessoas!", pergunto: Deus muda o coração de uma pessoa que não quer ser salva para que ela queira ser salva? Se sim, como ele faz isso?

4) O irmão disse que o livre-arbítrio é "possibilidade de responder ao chamado de Deus", "liberdade de responder ao chamado de Deus" e "responsabilidade de responder ao chamado de Deus". Pergunto: qual a diferença entre capacidade, possibilidade, liberdade e responsabilidade? De onde o irmão tirou essas definições para o termo livre-arbítrio?

5) Tenho uma pergunta final, que surgiu da leitura de todo o texto: qual vontade é decisiva para a salvação de uma pessoa: a de Deus ou a do homem?

Em Cristo,

Clóvis
http://cincosolas.blogspot.com

Cleber disse...

Clóvis,
respondendo:

1) Se te dou um presente e vc aceita o presente eu deixo de ser gracioso ou deixo de ser autor dessa graça?
Se vc aceitar vc não se torna gracioso ou co-autor do meu gesto. Apenas aceitou meu presente.
Trace um paralelo com a salvação - presente de Deus.

2) Clóvis, não vou discutir o sexo dos anjos.
Pra mim está claro que é uma obra de Deus e que o homem pode rejeitar.

3) João 16.8
Ele chama e convence. Se a pessoa aceita o chamado o coração é transformado.

4) Clóvis, usei várias palavras para tentar clarificar o significado do termo livre-arbítrio.

5) Deus quer salvar a todos. Mas Deus deixou cada um decidir sobre seu destino eterno.

cincosolas disse...

Pr. Cleber,

Obrigado pelas resposta. Como o irmão estava livre para não responder, também fica livre para não responder de forma clara.

Apenas para que todos avaliem suas respostas, ei-las seguidas de minhas perguntas.

1) Deus é o autor ou o co-autor da salvação?

Se te dou um presente e vc aceita o presente eu deixo de ser gracioso ou deixo de ser autor dessa graça? Se vc aceitar vc não se torna gracioso ou co-autor do meu gesto. Apenas aceitou meu presente. Trace um paralelo com a salvação - presente de Deus.

2) ... essa rejeição da fé ocorre antes ou depois da mudança efetuada por Deus no coração do homem?

Clóvis, não vou discutir o sexo dos anjos. Pra mim está claro que é uma obra de Deus e que o homem pode rejeitar.

3) Deus muda o coração de uma pessoa que não quer ser salva para que ela queira ser salva? Se sim, como ele faz isso?

Ele chama e convence. Se a pessoa aceita o chamado o coração é transformado.

4) ... qual a diferença entre capacidade, possibilidade, liberdade e responsabilidade? De onde o irmão tirou essas definições para o termo livre-arbítrio?

Clóvis, usei várias palavras para tentar clarificar o significado do termo livre-arbítrio.

5) Qual vontade é decisiva para a salvação de uma pessoa: a de Deus ou a do homem?

Deus quer salvar a todos. Mas Deus deixou cada um decidir sobre seu destino eterno.

Em Cristo,

Clóvis

Cleber disse...

Clóvis,
procurei ser claro.
Apenas fui suscinto devido minha escassez de tempo...

Mas se algo não ficou claro me fale q explico melhor...

pca disse...

Deixa eu estender melhor algumas questões.

Deus é o autor ou co-autor de nossa salvação?

Além do exposto pelo Cleber, que poder mágico para efetuar a nossa salvação vocês acreditam que a fé tem? A fé nada mais do que uma mão estendida, completamente vazia. "Olha Deus, sou um vil pecador, não tenho nada a oferecer ao Senhor, o que o Senhor fez por mim foi maravilhoso. Eu imploro que o Senhor me salve do pecado e da morte pois eu sou incapaz de fazer isso por conta própria".

A fé não é a contribuição do homem para a sua salvação mas a aceitação da salvação que Deus sozinho preparou. Portanto, nunca que Deus poderia ser um mero co-autor de nossa salvação.

Qual vontade é decisiva para a salvação de uma pessoa: a de Deus ou a do homem?

Esta pergunta é válida mas eu a considero tremendamente injusta. Injusta porque ela coloca uma ênfase maior onde não deveria, na decisão do homem. É óbvio que, tendo Deus feito tudo, cabe ao homem aceitar ou não, mas não devemos colocar toda a ênfase na aceitação do homem e menosprezar tudo que Deus fez. Portanto, a ênfase deve ser colocada no seu devido lugar, no que Deus fez. Este é o verdadeiro fator determinante. Sem a morte de Cristo, por exemplo, de que me adiantaria a opção de escolher ou não ser salvo?

Mas, respondendo a pergunta, com outra pergunta: de que outra forma poderia ser se Deus realmente quer que rejeitemos ou aceitemos a graça oferecida? Imaginando que seja este o caso, qual o problema?